domingo

Poema De Amor

2 comentários:

Val disse...

Boa noite Gonçalo!!!Lindo o poema.Como os grandes poetas, Pablo Neruda habita o espaço sagrado do cânone literário,aquele no interior do qual as palavras contraem uma identidade própria segundo a genialidade de seu autor. Em outras palavras, Neruda é uma leitura obrigatória.“Gosto quando se cala, porque está como que ausente, você me ouve de longe e a minha voz não te toca.
Beijos com carinho!!!

Val disse...

Boa noite Gonçalo!!!Se analisarmos o poema do Plabo prefere que sua amada não fala e pode contemplar sua essência.
A presença tranquila da amada reflete a irrealidade, a ausência contida, mas com uma palavra ou um sorriso encontrou seu retorno ao milagre da vida.O tema do poema é o sofrimento que vem às vezes com amor (que é por isso que ele parece distante, apesar de ser ao seu lado.
Beijos com carinho!!!

imagem