segunda-feira

Não Se Explica O Amor

Muitos falam do amor como algo certo , absoluto e palpável . Amor como uma regra , um estereótipo , é assim , ama , faz assim não ama . Que perfeito disparate , o amor jamais será algo capaz de se enquadrar em qualquer raciocínio lógico . E muito menos se ama alguém por ser boa pessoa , por ser honesta ou incorruptível .
O amor sincero não obedece a qualquer regra , a nenhuma determinação .
Ninguém sabe na verdade porque se ama alguém , pode ser destino , magnetismo , empatia , mas será sempre algo que foge da lógica , da razão .
Penso que se ama outra pessoa pelo que nos faz sentir , pela harmonia que traz à nossa vida ou pelo inferninho em que a transforma .
Depende do gosto de cada um ...
Mais que pela força , simpatia , ou beleza , acho que se ama o outro pelos seus momentos de absoluta fragilidade em que o nosso coração se inunda de uma vontade louca de proteger .
Para amar não tem que se conhecer profundamente , nem tem que se saber as opiniões politicas ou religiosas .
O amor vence por ter um certo mistério , porque pessoas de bem existem tantas , mas nenhuma delas faz vibrar o nosso coração daquele jeito .
E cada vez que amamos alguém , por mais imperfeito que esse alguém seja , fica num pedestal onde ninguém mais no mundo consegue chegar .

1 comentário:

Val disse...

Boa noite Gonçalo!!!Querido minha definicção do amor:O amor sente-se , não se explica . Quem ama sente que é tão imenso tão puro que não arranja palavras possiveis para o descrever, são os olhares, os sorrisos e as pequenas confissões que fazem com que se perceba que o amor esta presente.
Beijos com carinho

imagem