quarta-feira

A Minha Serenidade

A serenidade vem como caricia suave que toca a nossa alma, como voo de pássaro que faz estremecer de ternura as nossas lembranças . Serenidade é a lágrima de saudade que desliza pelo rosto , sem dor , como mera lembrança de momentos que já foram presente. Serenidade é ver o sol afogar-se no mar , quando exausto ao anoitecer , adormece lânguido nos braços da lua que o espera , tendo o mar por lençol . Serenidade é sentir a alma leve , como pétala de rosa que cai devagarinho , exalando o resto do perfume na brisa morna do entardecer. Serenidade é ouvir o lamento do vento , é ouvir o relato das suas viagens, ouvir o seu abraço gelado que arrepia as folhas das árvores nas noites de paixão . Serenidade é ouvir a chuva batendo nos vidros das janelas , chorando as magoas de um amor já esquecido , esvaindo-se num momento que é eterno na nossa alma . Serenidade é ver o tremular da chama da vela , sentindo que a nossa alma dança ao ritmo suave daquela chama , visualizando nas cores da chama o arco - íris da alma que amamos . Serenidade é estar em paz com Deus e sentir o seu abraço em cada raio de sol que nos aquece o peito e nos faz respirar mais depressa .

Sem comentários:

imagem