segunda-feira

Somos...

Entrego-me na calada da noite
quando a noite soberana fala
e ecoa nos nossos sentidos
as frases da nossa pele.
Leio-te no meu desejo
entendo-te no meu sentir
e dou-me ao amor que me toma.
Faz-se chama no toque dos dedos
incendeia-se a noite
abrem-se alas de fogo
no frio arrepiante do desejo
e somos um...
Dois elos de uma corrente
dois mistérios de noites ardentes
dois barcos procurando o porto.
Somos lágrimas de pura emoção
somos suor de cansaço
somos rio de agonia
num momento efémero e tão eterno.
Somos a noite e o seu mistério
somos o desejo e a satisfação
somos o sonho e a emoção
somos aquilo que tu sentes
e somos aquilo que sinto
somos pedaços de vida
somos um quase nada
e somos o infinito

2 comentários:

Maria Manuel Batista disse...

Somos...
Uma só alma, um só sentir, um compasso apenas no bater dos nossos corações
És...
O amor da minha vida, o meu amor maior...
Amo-te infinitamente, meu amor.

Val disse...

Boa tarde Gonçalo!!!Parabéns Gonçalo!!!Seu poema Singelo e, ao mesmo tempo, tão intenso.
Beijos com carinho

imagem