terça-feira

Infelizmente...

Tudo na vida tem um inicio e muitas vezes um fim
E porque sei que aqui tenho muitos amigos
e que muitos se preocupam comigo
e por aqui seguem a minha vida
sinto-me na obrigação de comunicar embora com pesar
que a minha relação com a Ana terminou
Não existem culpados
nenhum de nós o foi
ou fomos ambos
Mas cada etapa de nossas vidas serve como lição
e por muito doloroso que seja um caminho
sempre teremos aprendido algo
Deixo um abraço grande a todos

5 comentários:

wilma disse...

Olá, Gonçalo! Vim conhecer seu espaço através do blog da Ane.
Muitos belos textos...
Não sabia do seu relacionamento com essa moça do post, mas se tudo terminou em comum acordo, que vc tenha um bom recomeço.
Fica com Deus.

Gerlane disse...

Querido poeta, quando buscamos a cumplicidade divina nos caminhos do amor, sempre seremos bem-orientados e merecedores nas realizações dos nossos anseios.

Beijos pra ti!

Teresa Augusto Shanor disse...

Boa Noite, Gonçalo!! Agradeço o seu carinho de sempre e a sua gentil visita. Mes de seu aniversário e Mes de Renascimento. Pela notícia que destes do fim do teu relacionamento, o renascimento está sendo por inteiro. Desejo Felicidades a ambos, cada um com sua própria escolha de vida. Vou visitá-lo no C.M.I. e No Palácio Real, mas faço questão de ir no dia 10!! Uma ótima semana pra Você e um forte abraço fraterno!!

Teresa

http://www.alegriadeviver.net
http://alegriadevivernaweb1.zip.net

Peste Branca disse...

Finalmente conseguiste limpar a "nódoa negra" do Blog, ficou bem mais bonito assim, parabéns!!
A vida é um eterno recomeço...levanta-te, anda e sorri sempre de frente;)
Abraço

Lekka disse...

Compadre!
Às vezes as idéias meio que me fogem e surgem depois. Só agora encontrei as palavras que acho que vão poder te ajudar. Talvez não ajudar, mas consolar!
O amor, aquele que será teu para sempre, às vezes está bem pertinho, bem ao lado, e só não conseguimos reconhecer, identificar. No momento certo, isto acontece, pode ter certeza. Foi assim comigo, e por certo será com você. Só reconheci aquele que seria meu marido, 2 anos após frequentarmos o mesmo lugar todos os finais de semanas (até os frios e chuvosos), sem nunca nos vermos. Pode? Pode,sim. Até que um dia ele sentou próximo à mim e olhei para ele, e com este olhar tive a aboluta certeza que me casaria com ele (e não tínhamos trocado nenhuma palavra!). Depois deste dia nunca mais nos separamos e contabilizamos no total 10 anos de convivio absolutamente feliz.
Você vai ver como tenho razão e em breve irá me contar!!!!
Um beijo muito grande.
Lekka

imagem