quarta-feira

Oferendas

É noite sem estrelas ao redor de mim
não me perco porque me guia a alma
luminosa e branca
A alma de um amor eterno, pleno
Não tenho medo e caminho
Perco-me na madrugada do meu espanto
reencontro-me no parque do silêncio
onde a realidade se esvai
envolta na neblina do sonho
Corro para o mar e grito
grito a plenos pulmões a minha fé
a minha alegria de ainda estar vivo
Colho rosas, rosas que me rasgam a pele
nos espinhos pontiagudos com que se defendem
aceito a dor pela beleza da rosa
o meu olhar enche-se da sua beleza de veludo
o meu corpo respira
o aroma suave e delicado do seu perfume
lanço-as ao mar
na oferta mais secreta da minha alma
à Iemanja que percorre as águas
e que é senhora de minhas preces
de minhas oferendas e pedidos
Sou menino no seio do mar
vejo a onda acolher as rosas que ofereço
e envolvê-las no seu manto de espuma
Aceita esta oferta Iemanja
de rosas colhidas na alma
rosas de dor e de lágrimas
rosas infinitamente puras
que nunca mão humana tocou
perco-me na noite que me abraça
e em silêncio caminho
de regresso à minha alma



domingo

Para ti pai




Ao teu coração...
À tua sensibilidade...
À tua disponibilidade em dar...
À tua crença em construir..."
Senhor!
Abençoa o meu pai.
Ele precisa de proteção,
pois a missão dele é Divina
Há muito a fazer.
O caminho é difícil,
a jornada é longa.
E muitas vezes há hesitação...
Há pressa...
Há incompreensão...
Há desespero...
Senhor.
Abençoa o meu pai
para que me eduque.
Dá-lhe alegria e fé,
para que possa ser
aquele amigo que eu amo.
Capaz de ouvir meus anseios com amor.
Capaz de aprender a mensagem
do meu coração.
Capaz de orientar sua inteligência.
Senhor,
agradeço pelo meu pai
que sabe ser
verdadeiramente pai,
amando,
compreendendo e perdoando,
um pai que esta à altura da missão
que Tu mesmo colocastes em suas mãos.
Que todos os pais do mundo sejam abençoados.
E tão perfeitos
como o meu
Feliz Dia dos Pais!!!
MARCO ANTÓNIO

segunda-feira




NOITE

Vejo a noite companheira
que me acarinha
num abraço apertado
noite de amor
noite de sonho
veludo e estrelas
em vestido real
que nenhuma rainha
jamais vestiu
noite de gritos
noite de clamor
noite de sexo
noite de carne
noite que és apenas
amor
Desejo que venhas
ao meu encontro
trazendo contigo
uma breve morte
em que meus olhos
se fecham
deslizo no escuro
mergulho num sonho
e acordo feliz
sabendo que há
num lugar qualquer
um mundo de amor
esperando por mim
que encontro
nos braços da noite
num amor pleno
que não terá fim



Preciso da paz
que me faz feliz
que me faz sorrir
que me dá a luz
a luz que ilumina
o meu caminho
Preciso de paz
de uma paz só minha
qual riacho
em meu coração
que canta melodias
por entre as batidas
paz, companheira
que não me deixa
sozinho.
Preciso da paz
do cantar do galo
da paz do sorriso
no rosto de alguém
de um momento parado
mão num meu ombro
aperto calado
que me faz tanto bem



imagem