segunda-feira

Há tanta coisa que esquecemos
e que deveriamos lembrar
Quando casamos
quando namoramos
depois de casar
há tantos valores
que são perseguidos
dinheiro, poder
mas há um que é eterno
que nada ultrapassa
nem vence
que é o amor
Todos sonhamos amar
encontrar alguém
que nos arrepie a pele
nos faça disparar o coração
praticar loucuras
Primeiro vem a paixão
o desejo ardente
o sufoco
a vontade
o querer
mas quando tudo se atenua
fica apenas o amor
Mas não um amor de cinema
desse que é escrito em versos
que parece irreal
fica assim o amor que conhecemos
um amor que não é poesia
que não nos torna heróis
Um amor como sentimos por filhos
por pais
mas um amor diferente
porque implica sexo
Não acredito que existam
muitos tipos de amor
ou de amizade
o amor é um sentimento unico
Só que o amor dos amantes
não se fortalece
nos laços de sangue
por isso a sedução
a conquista tem que ser diária
porque não existe garantia
de laços insolúveis
qualquer coisa destabiliza
quebra o quotidiano
e todas as cobranças
se tornam agressivas
quando não feitas
com o desprendimento do amor
e muitas vezes enterram a relação
que se jurou eterna
Ah as juras de amor
lindas
mas não eternas
o amor bem sucedido
exige entrega
não meras declarações
quando se decide dividir um corpo
uma vida
Não é preciso que se ame intensamente
ardendo nas fogueiras que os poetas cantam
basta muitas vezes um amor suave
onde exista respeito
Onde haja tempo
para ouvir o outro
entender
não agredir
muita paciência
porque o amor é egoísta
e só amar não chega
Não se deve competir
nem comparar
tem que se ceder
aceitar regras
aquelas vindas de improviso
que nem sequer combinamos
Uma dose de humor
para rir de imprevistos
Temos que ser crianças
mostrar fragilidade
mostrar que se precisa
de amor e carinho
Tem que se ser inteligente
fugir a confrontos
ter capacidade de encaixe
saber renovar
não se alterar
evitar discutir
gritar
Quando se quer uma relação estável
tem que se respeitar o silêncio do outro
suas pequenas fugas
seu mundo de infância
Vida própria
tempo não partilhado
em que cada um
vive os seus momentos
Tem que existir cumplicidade
confiança
uma certa dose de brincadeira
fechar os olhos
às vezes
outras vezes fingir
que não se entendeu
Amar implica duas pessoas
duas vontades
não uma fundida
O amor não é poesia
é discernimento
pés no chão
racionalizar
O amor é muito bom
pode ser eterno
mas apenas amar não chega
o amor é lindo
mas sozinho não vive
É preciso conjugar
muitos sentimentos
atitudes
para amparar o amor
que não é omnipotente
mas frágil
o amor que nos preenche
mas não se preenche a si mesmo


1 comentário:

Ana disse...

Meu amor disseste tudo o que para dizer sobre o amor, nada mais ha acrescentar, a vida e o amor sao isso mesmo, primeiro vem o amor que nos sufoca, aprisiona, faz de nós escravos, depois o amor calmo, sereno, sincero mas com um pouco de loucura a mistura, tudo o resto qe falas é a vida querido.

Amo-te

imagem