sexta-feira

No meu computador já naveguei
por sonhos e fantasias
com ele conheci outras histórias
outras maneiras de viver
com ele aprendi a entender
a ser diferente
a crecer
No meu computador ouvi confidências
amei
ri e chorei
conforme a ocasião
tive beijos de fantasia
sorrisos de emoção
mas sentimentos reais
onde não cabia a ilusão
Com ele aprendi a conhecer
sofrimentos
alegrias
histórias de sonho
ou de dor
e conheci também
o doce sabor que tem
por aqui sentir amor
Tive medos, desilusões
mas tive momentos alegres
histórias bonitas, felizes
li realidades alegres
histórias de amor e conquistas
de sonhos cheios de amor
Esquecendo bocados maus
que não quero lembrar
conquistei amizades, ternura
e corações
aqui, no meu computador


Hoje queria flores

Hoje eu queria flores
podiam ser perfumadas
abertas ou fechadas
com ou sem odor
Não me interessa se rosas
se camélias ou tulipas
todas elas são formosas
e hoje apenas queria
que me trouxesses flores
Hoje pedia-te um sorriso
Rosas sem espinhos
camélias com cheiro
tulipas de prata
sonhos impossíveis
hoje eu queria flores
sorrisos e cores
de imagens felizes
Hoje queria flores
de jardins inventados
canteiros sonhados
na alma de alguém
Hoje eu queria amores
que fossem flores
nas mãos de alguém.
Queria cores e odores
flores de um sonho
sonho de uma alma bravia
mas as flores não vieram
os sorrisos morreram
na tua mão vazia
Hoje eu queria flores
somente flores
não de canteiros
mas de magia


sábado

Tu és o meu segredo
só agora me dei conta
da falta que me fazes
da saudade que me deixa
assim
por isso vou lutar
não desisto assim de mim

És o meu fruto delicioso
cada minuto longe de ti
é um tempo de dor
tenho ciumes, meu amor
das pessoas a quem dás
atenção

falta-me tempo para mim mesmo
isso deixa-me vazio
tenho uma vontade louca de te
abraçar
e saborar o nosso amor
quente e sensual
forte e violento
exactamente como gosto

Tu és chama que incendeia
luz que me dá prazer
o meu segredo secreto
que a ninguém dou a conhecer
é milagrosa no meu sorrir
é porta franqueada
que já não preciso de abrir

Você é meu segredo secreto
que ninguém precisa conhecer
és a tranca do meu coração
és a metade de mim que desconheço
por isso este amor não tem preço

Não existe , nem lugar nem hora
marcada
para o que tiver de acontecer
eu enfrento com furia qualquer
pessoa
que junto de ti tome o meu lugar
nesse coração que terá que viver
apenas para me amar



Neste mundo cada coisa tem seu tempo
cada resposta tem a sua ocasião

Temos o tempo certo de nascer
o tempo de crescer
o tempo de morrer
o tempo de semear
o tempo de colher
tempo de adoecer
tempo de curar
tempo de destruir
e tempo de refazer

há tempo para rir
tempo para chorar
tempo de tristeza
e tempo de dançar
tempo de erguer muros
tempo de derrubá-los
tempo de amar
e tempo de afastar

há um tempo para ganhar
outro tempo para perder
tempo de economizar
tempo de gastar
tempo de rasgar
tempo de coser
tempo para ouvir
tempo para falar

há tempo para amar
tempo para querer
tempo para odiar
tempo para querer paz
e assim se passa o tempo
no tempo que o tempo traz


sexta-feira

O que é o amor

Nem tudo o que sentimos é amor

se precisamos desesperadamente de alguém
para podermos ser felizes
isso não é amor
é carencia

Quando o ciúme é excessivo

quando a insegurança nos arrasa

quanto de tudo fazemos

para que a pessoa que vive connosco

não nos largue

mesmo sabendo que ela não nos ama

e mesmo assim lhe entregamos em mãos

a nossa vida

Isso não é amor

é falta de orgulho e de amor próprio

Quando a relação não está bem

mas insistimos em não ver

quando sentimos

que se essa relação acaba

a nossa vida perde o rumo

quando não nos imaginamos sozinhos

e nos agarramos a um amor que já morreu

porque isso é tudo o que temos na vida

e vivemos a vida do outro

isso não é amor

é dependência

Quando achamos que a pessoa que amamos

é nossa

que somos reis e senhores

das suas vontades e do seu corpo

não lhe deixamos espaço

porque exercemos sobre ela

o nosso total dominio

isso não é amor

é egoísmo

Quando não existe tesão

quando o sexo nos deixa irrealizados

quando criamos traumas por isso

e fugimos do sexo

mas mesmo assim sentimos prazer

em conviver com essa pessoa

Isso não é amor

é amizade

Quando brigamos por tudo e por nada

quando o ciúme é excessivo

quando as vontades não combinam

as discussões são frequentes

os gostos e opções diferem sempre

mas o sexo é uma delícia

isso não é amor

é desejo

Quando o nosso corpo reage à presença

de alguém

sentimos o suor brotar da pele

sentimos arrepios de frio

seguidos de intenso calor

isso não é amor

é paixão

Existem tipos diferentes de sentimentos

que ocupam a nossa vida

A amizade:

Teremos sempre pessoas que nos são muito queridas

com as quais sabemos que sempre poderemos contar

que sempre ajudarão

quando for necessário

A(o) amante

A pessoa que faz o nosso corpo palpitar

as ideias baralharem-se

e afasta-nos do mundo nos momentos passados

juntos

A paixão

A pessoa que iremos amar

que iremos desejar loucamente

Que fará a nossa mente fantasiar

e realizar sonhos

Mas só teremos encontrado o amor

quando estas três pessoas se reunirem numa só

Quando encontrarmos em alguém

a amizade

o (a) amante

e a paixão

Esta pessoa sera a chave da nossa felicidade

segunda-feira


Há tanta coisa que esquecemos
e que deveriamos lembrar
Quando casamos
quando namoramos
depois de casar
há tantos valores
que são perseguidos
dinheiro, poder
mas há um que é eterno
que nada ultrapassa
nem vence
que é o amor
Todos sonhamos amar
encontrar alguém
que nos arrepie a pele
nos faça disparar o coração
praticar loucuras
Primeiro vem a paixão
o desejo ardente
o sufoco
a vontade
o querer
mas quando tudo se atenua
fica apenas o amor
Mas não um amor de cinema
desse que é escrito em versos
que parece irreal
fica assim o amor que conhecemos
um amor que não é poesia
que não nos torna heróis
Um amor como sentimos por filhos
por pais
mas um amor diferente
porque implica sexo
Não acredito que existam
muitos tipos de amor
ou de amizade
o amor é um sentimento unico
Só que o amor dos amantes
não se fortalece
nos laços de sangue
por isso a sedução
a conquista tem que ser diária
porque não existe garantia
de laços insolúveis
qualquer coisa destabiliza
quebra o quotidiano
e todas as cobranças
se tornam agressivas
quando não feitas
com o desprendimento do amor
e muitas vezes enterram a relação
que se jurou eterna
Ah as juras de amor
lindas
mas não eternas
o amor bem sucedido
exige entrega
não meras declarações
quando se decide dividir um corpo
uma vida
Não é preciso que se ame intensamente
ardendo nas fogueiras que os poetas cantam
basta muitas vezes um amor suave
onde exista respeito
Onde haja tempo
para ouvir o outro
entender
não agredir
muita paciência
porque o amor é egoísta
e só amar não chega
Não se deve competir
nem comparar
tem que se ceder
aceitar regras
aquelas vindas de improviso
que nem sequer combinamos
Uma dose de humor
para rir de imprevistos
Temos que ser crianças
mostrar fragilidade
mostrar que se precisa
de amor e carinho
Tem que se ser inteligente
fugir a confrontos
ter capacidade de encaixe
saber renovar
não se alterar
evitar discutir
gritar
Quando se quer uma relação estável
tem que se respeitar o silêncio do outro
suas pequenas fugas
seu mundo de infância
Vida própria
tempo não partilhado
em que cada um
vive os seus momentos
Tem que existir cumplicidade
confiança
uma certa dose de brincadeira
fechar os olhos
às vezes
outras vezes fingir
que não se entendeu
Amar implica duas pessoas
duas vontades
não uma fundida
O amor não é poesia
é discernimento
pés no chão
racionalizar
O amor é muito bom
pode ser eterno
mas apenas amar não chega
o amor é lindo
mas sozinho não vive
É preciso conjugar
muitos sentimentos
atitudes
para amparar o amor
que não é omnipotente
mas frágil
o amor que nos preenche
mas não se preenche a si mesmo



Vamos viver a vida
enquanto ainda podemo
porque um inimigo
nos espera nas sombras
nos persegue ágil
um velho inimigo chamado tempo
Olhemos com atenção o jardim
a camélia que hoje floresce
rubra, vaidosa da sua cor
amanhã já estará a secar
e a sua beleza estara a expirar

Até o sol, farol de Deus
que todos os dias se levanta
e nos ilumina
com o passar das horas
o tempo o agarra
e com o cair da noite
o tempo o domina

A idade mais fértil que temos
é a juventude
em que somos intrépidos
de sangue nas veias
Mas virá o tempo
e com ele o cansaço
as dores do tempo que fazem sofrer
e o sangue quente nas veias
dá-se por vencido
começa a arrefecer

Por isso sem medo
vamos dominar o tempo
sem nos vergarmos ao seu jugo
vamos viver e lutar
porque um dia virá
que eles nos irá vencer
e quando o tempo pesar
e isso acontecer
será a etapa final
tempo de repousar

DECLARAÇÃO

Declaro a todos
Que não dá para suportar
um só segundo
Sem estar ao teu lado
Declaro ao mundo
que tu tornaste-te tão importante para mim,
como o ar, a água e como a vida.
Declaro a todos os meus inimigos
que esqueci das guerras
e assinarei qualquer tratado de paz
mas não há tratado que me faça
esquecer o que sinto por ti
Declaro ao passado
que por mais que eu tenha
sentido algo semelhante
esse sentimento sempre pertencerá
ao presente enquanto durar
(Eternamente)
Declaro ao meu Pais
Que o defenderei contra qualquer inimigo
mas se o inimigo fores tu,
eu me rendo-me sem resistência.
Declaro que tudo que afirmei
é tão verdadeiro como o sol
que nasce a todas as manhãs
Declaro aqui tudo que sinto
E tudo que sinto é que te amo!!!


sexta-feira

DESCASO

Tantas vezes a rotina nos domina
se me falam de flores
aquelas que plantei
não as vi florir
não sei se floriram
não sei
Não sei quando pela ultima vez
as reguei
as acariciei ou lhes sorri
Não sei se fiz tudo certo
se na altura certa as podei
Talvez porque o tempo é curto
porque outras coisas interessam
e nelas me disperso
sem pensar em mais nada
Depois, depois perde-se a beleza
as cores que não se vira
me às quais se dá valor
depois de ter perdido
Uma rosa delicada morre
porque não foi cuidada
teve excesso de sol
de inclemencia
do descaso a que a deixei
ela alegrava os meus dias
na sua beleza vermelha
que me encantava
Colocarei outra no lugar
poderá ser mais linda,
mas não será ela
Assim acontece com pessoas que amo
e cuja alma esqueço de regar
Ou que encharco demais
com as lágrimasda minha própria dor
Quando se quer de verdade
não pode haver escassez
nem excesso
apenas e sempre
amor
só amor

FEMEA

És mulher, femea no cio
que me corrois por dentro
me deixas em fogo
com olhar de lascívia
És mulher que grita luxuria
que mostra no rosto
o desejo, o querer
És mulher, femea, louca
fazes nascer em meu corpo
desejos esquecidos
perdidos noutras eras
és doçura, loucura, tesão
é de fogo o sangue que jorra
nas tuas veias pulsantes
no teu corpo que se oferece
como romã que apetece morder
és noite de insondável mistério
és lua que risca o céu
és madrugada de sentidos
nesse teu corpo tão meu
és abismo dos sentidos
de gritos que solto
lancinantes, perdidos
és meu inferno
e meu céu

terça-feira

DIA 13- FESTAS DE SANTO ANTÓNIO

Um jogo para quem procura a cara-metade

Nos arredores de Lisboa, as raparigas faziam três bolas de massa, só uma delas com um grão de pimenta no interior. Colocavam uma debaixo do travesseiro, uma atrás da porta e a outra atiravam pela janela. No outro dia, viam onde é que estava aquela que continha o grão de pimenta. Se estivesse debaixo do travesseiro era sinal de casamento breve, se estivesse atrás da porta significava que casariam tarde e se era a que atiraram para a rua não casavam nunca.


Conto de Santo António


Conta-se que uma jovem muito linda, mas cansada de esperar por um noivo, já desesperada de encontrar marido, pediu ajuda a Santo António. Adquiriu uma imagem do santo, benzeu-a e todos os dias enfeitava-a com flores que colhia no jardim. Além disso, orava com regularidade para que Santo António lhe arranjasse um noivo.
Mas, passaram-se semanas, meses, anos… e nada.
O noivo não aparecia, nem se falava nas redondezas que algum mancebo ou mesmo, à falta de outro, algum velhote ricaço que por ela se interessasse. Certa vez, pôs-se a lamentar a ingratidão do santo, chegando mesmo a ser repreendida pela mãe. E, desapontada pelo poder miraculoso do santo, pegou na imagem e, no auge do desespero, atirou-a pela janela a fora.
Passava na rua, naquele momento, um jovem cavaleiro que levou com a imagem, em cheio, sobre a cabeça. Apanhou-a intacta e subiu a escada para devolver a imagem. Quem o recebeu, por notável coincidência, foi a formosa donzela. O cavaleiro apaixonou-se por ela e algum tempo depois casaram, naturalmente por milagre do santo.


Noivas se Santo António


Na véspera do dia de Santo António encha um pequeno alguidar com água e escreva em papelinhos o nome daqueles que gostaria, ou pensa que seriam, os seus parceiros ideais. Enrole-os como se fossem rifas e coloque-os no alguidar debaixo da cama. No dia seguinte, o papel que estiver mais aberto revela-lhe o nome do seu futuro noivo…


Junho é o mês dos Santos Populares, das tradições, da magia e do cheiro a manjerico e alfazema.
Não só em Lisboa, mas um pouco por todo o país a festa sai à rua. As janelas são enfeitadas, as noites são iluminadas pelas fogueiras e o calor e a alegria dão lugar aos bailes.
E é neste ambiente colorido, de marchas populares e de balões a planar pela cidade, que aqueles que ainda não foram afortunados com uma paixão duradoura se juntam para pedir a Santo António um casamento abençoado por ele.
Por volta dos anos 50, a tradição de Santo António, conhecida como Noivas de Santo António, foi patrocinada pelo Diário Popular e por comerciantes locais. O objectivo daquela iniciativa era possibilitar o matrimónio, apadrinhado por Santo António, a casais com maiores dificuldades económicas, uma vez que os noivos seleccionados eram presenteados com um enxoval e equipamentos domésticos. Curiosamente, naquela época, era exigida uma garantia de virgindade, provada clinicamente.
As Noivas de Santo António contaram, desde cedo, com o apoio do município de Lisboa, bem como da sua população, transformando-se rapidamente num acontecimento incontornável, inserido nas Festas Populares da Cidade. E assim, ia crescendo a fama casamenteira do Santo António.
Em 1974, esta tradição foi interrompida. Mas, em 1997, a Câmara Municipal de Lisboa recomeçava a patrocinar o matrimónio entre os casais mais desfavorecidos, para que estes pudessem unir as suas vidas, nesta data tão importante para a cidade de Lisboa.



FELIZ DIA DOS NAMORADOS


Hoje no Brasil comemora-se o dia dos namorados, quero deixar para todos um abraço e um texto para marcar este dia. Felicidades.

Amar é alguma coisa que cresce dentro de nós, aos pouquinhos, sem que se consiga entender ou explicar. É um sentimento que faz com que o nosso coração bata mais forte, bata diferente quando se está com determinada pessoa. Alguma coisa que faz com que se esqueça do resto e se queira ficar mais perto e sempre só com ela. E nós percebemos que essa pessoa é a mais importante de todas e pensamos nela muitas vezes. Uma mistura de carinho,amizade, tesão, confiança, respeito. É acreditar que somos unicos para essa pessoa e saber que ela acredita que é unica para nós.É confiar que essa pessoa não nos vai trair. É sentir que alguém compartilha da nossa vida, que se importa com o que nós fazemos e que gosta que nós também nos importemos com o que ela faz. Algumas vezes isso até pode ser confundido com cobrança, mas não existem cobranças quando duas pessoas compartilham um momento,uma alegria, uma vida. É um sentimento de orgulho e respeito por aquilo que a outra pessoa faz, pelo que ela é como pessoa.É ser capaz de enfrentar um mundo em defesa dessa pessoa,mesmo que para outras ela pareça não ser aquilo que nós acreditamos que ela é.Algumas vezes pode acontecer que nós vejamos a pessoa da forma que nós queriamos que ela fosse e transformemos a realidade numa realidade nossa, talvez pelo amor que se tem por ela. Amar não é apenas ter desejo sexual,que embora exista, não é a unica coisa mais importante. Mas há que haver tesão e uma vontade enorme de estar um nos braços do outro, o bastante e o suficiente para que não se sinta vontade de estar nos braços de outro alguém. Amor sem tesão é uma grande amizade, apenas isso. E quando há apenas tesão,dilui-se rapidamente por não haver cumplicidade, sentimentos envolvidos. Amor é aceitação, mas não submissão.Se existe submissão não pode haver amor, cada pessoa mesmo extremamente apaixonada deve ter a sua própria vontade,os seus próprios desejos que são aceites e se moldam a alguém que ama. Amar faz com que nos esqueçamos de tudo que já passou e tenhamos vontade de enfrentar qualquer coisa, É uma entrega,um desvendar de mistérios que parece nunca ter fim. É não ter medo, nem receio de que nada não vá dar certo. É sentir-se adulto, criança, pessoa importante quando se está com a outra pessoa e ter a certeza que a outra se sente assim perto de nós. É ter vontade de rir de repente, sem muito motivo às vezes, e de chorar de um sentir repentino, é não ter vergonha do que se é, nem de como se é porque se sabe que isso não é tudo para a pessoa amada. Amar nem sempre significa que esse sentimento exista na pessoa que o nosso coração escolheu. E quando se sentei sso, tenta-se lutar da forma que se sabe querendo conquistar o outro coração,com receios, medos, incertezas... É um amor que dói dentro do peito, e nós apegamo-nos a um minuto de felicidade para ter forças para não desistir.Nem sempre é um amor possível por circunstâncias da vida talvez, por dificuldades impossiveis de superar, e quando se sabe disso é um sentimento angustiante.sofrido, por não se saber como arrancar de dentro de nós aquilo que se enraizou e teima em não sair de lá, embora não se ache caminhos nem soluções.Existe um outro amor, um sentimento de amor não conhecido antes da era do computador, o amor virtual. Algumas vezes tão ou mais forte que um amor real e não menos real porque envolve pessoas que são gente e através do seu computador se apaixonam por alguém. É alguma coisa diferente que faz com que pessoas que algumas vezes nunca se tocaram tenham sensações reais e sintam falta da outra pessoa e inexplicavelmente um amor surge do nada e mexe com o nosso coração e faz-nos pensar: o que é o amor afinal? O que é amar?

segunda-feira

Escultura

Esculpir é um momento mágico
eternizando no tempo
lágrimas cristalizadas
pelo cinzel do artista
que recria
dá vida
a uma expressão
Escultura reproduz um momento
eterniza-o
fazendo imortal uma expressão
um momento unico
que se irá manter inalterável
ao longo dos tempos
Escultura imortaliza um sorriso
enigmático
um olhar de dor
uma lágrima furtiva
momentos passados
nunca esquecidos
trazidos à vida
Esculpir é um gesto de amor
dar vida à vida
que um dia aconteceu
esculpir é guardar um momento
um sorriso ou um lamento
que jamais se esqueceu
O momento passa
a vida continua
o escultor parte
mas eternamente,
o passado vive
porque vive a arte

domingo

Já algumas vezes
no limite das minhas forças
atentei contra a minha vida
Felizmente e sempre contra a minha vontade
fui socorrido
Sempre houve alguém por perto
que me ajudou
não me deixou partir
Motivos para cometer esse acto
eu tinha ou achava que tinha
doença que não melhorava
um amor que terminava
A vida que se afundava
e eu não via saida
Afastava-me de todos
isolava-me
A paz que eu queria, que precisava
só a via na morte
nunca na vida

Mas Deus deu-me sempre
uma segunda oportunidade
A doença melhorou
O amor renasceu e voltou
a vida criou bases, assentou
e hoje graças a Deus
e a quem me ajudou, estou aqui
Por isso peço a todos
que num momento de desespero
pensem atentar contra a vida
Concendam a vós mesmos uma oportunidade
mais um segundo
mais um minuto
mais um dia

Porque de repente tudo se resolve
e um minuto a mais
pode ser o passaporte para a vida
No ultimo segunda, pense mais um pouco
mais um minuto que seja
e por favor lute
nunca perca a esperança
por piores que pareçam os acontecimentos
Dê a você mesmo, um tempo para pensar
mais uns segundos
mais uns momentos


CONTRATO

Sabes meu amor
que entraste na minha vida
assim sem avisar
provocando um vendaval
deixa-me explicar

Quero todo a tua atenção para mim
carinho e ternura a tempo inteiro
conversas alegres, risos
muita compreensão e cumplicidade
sem nunca dar a vez à saudade

Quero muitos beijos, muitos amassos
uma prova diária
que este amor é para durar
e nunca te ouvir dizer :
-Larga-me
que me estas a cansar !!!

Ofereço-te

o meu mais terno sorriso
fazer amor de manhã
nada de entregas à rotina
prometo nunca nada te negar
ser teu parceiro, teu cumplice
e todos os dias te reconquistar
Prometo carinho redobrado
amor feito com cuidado
com ternura e emoção
casa, nome, casamento
e este meu feitio mimado
de que te queixas a todo o momento

Pronto acordo assinado
Mas leva bem em atenção
que em troca de tudo isto
eu quero que me entregues hoje
a chave do teu coração


Amo-te



sexta-feira

Vem que eu preciso de ti
preciso ouvir o som do mar
na ternura das tuas palavras
Preciso sentir que existo
que a vida vale a pena
que não sou barco perdido
na tempestade da escuridão
Vem iluminar o meu caminho
com o teu sorriso
que é archote aceso
nas mãos de Deuses
que falam de amor
Vem acariciar o meu cabelo
como brisa suave
que se levanta à tardinha
e acaricia meu rosto
seca meu pranto
Vem, traz contigo o desejo
o desejo de viver
o desejo de querer sonhar
Vem ser meu porto de abrigo
porto encontrado
no mar revolto
que nas horas solitárias
toma o meu coração
Vem, ajuda-me a vencer o medo
a ser andorinha
que sulca o firmamento
num vôo interminável
em busca do sol
Vem, vem ser o meu mundo
a minha vida
a minha sombra
sob a qual me deito
quando o calor da mágoa aperta
e a minha pele reclama
da inclemência que a abrasa
Vem, vem ser o amor
o meu anjo de ternura
que sempre me embala
que sempre me abriga
no aconchego da sua asa

sábado

Procura

O vento arrasta as nuvens
para outro lugar
devagarinho o passado pára
fica na penumbra
dando lugar ao futuro
que timidamente me espreita
lembro o dia que interpelei Deus
numa noite serena
numa noite em que as estrelas
bordavam a dourado o negro
do universo
Pedi a Deus um amor
Um amor que não precisava ser especial
Um amor que não tinha que ser perfeito
mas que teria que me compreender
um amor que não era preciso ser feliz
mas que soubesse dar a felicidade
Um amor que não precisaria ser sábio
mas que soubesse ouvir-me com inteligência
e responder-me com calma
Um amor que não tinha que ser espiritual
mas onde houvesse o encontro de almas
Um amor que não teria que ser exemplo
de sensibilidade
Mas que soubesse secar o meu pranto
muito tempo passou, desde essa noite
e Deus
esqueceu de anotar no seu livro
onde escreve os sonhos dos mortais
o meu pedido feito nessa noite mágica
Durante dias e noites
voltei a interpelar Deus
a cobrar dele a realização do meu pedido
mas não obtive resposta
enfureci-me
como podia ele esquecer-me assim?
Deixei de encontrar Deus nas noites estreladas
deixei de o ver no desabrochar das flores
não mais o encontrei no sorriso das crianças
Tentei enganar-me
dizendo a mim mesmo que deus é ilusão
que não existia no firmamento
e que não eram dele as lágrimas
que nas noites de inverno me molhavam o rosto
E tentei ser Deus
Tentei eu mesmo realizar meu sonho
forçando o meu coração a acreditar
que cada amor encontrado
era o amor pedido a Deus
Mas o tempo sempre me mostrava que não
Cansei-me da procura
escondi dentro de mim a vontade de amar
e passei a não acreditar no amor
O crepusculo da noite voltou à minha vida
Senti-me só e perdido
entreguei-me aos braços da noite
e em seu seio adormeci
No sonho o teu rosto veio até mim
e perguntei
porque me acompanhava a tua presença
quando até Deus se escondia
Porque sempre me acariciavas o rosto
quando eu perdido procurava
um amor que queria perfeito?
O toque dos teus lábios
despertou-me do sono em que descansava
ao olhar com atenção
voltei a ver a face Divina
Sorri com emoção
a face de Deus iluminou-se
e sorrindo apontou-me o teu rosto
tentei correr para Deus
abraçar a luz que dele emanava
mas a imagem dele dissipou-se
perante as minhas lágrimas de decepção
e meus braços vazios
abraçaram o nada
De novo a noite me acalentou
em seu seio
cansado, voltei a adormecer
embalado pelo sonho
em que visualizara teu rosto
Fiquei quieto, adormecido
até que o dia amanheceu
Pensei ser um dia comum
um dia igual a todos os outros
Até que recordei o sonho da noite
recordei o teu rosto
que estava ainda na minha memória
procurei-o
Em todos os lados
sem o encontrar
em vão
desesperado
procurei dentro do meu coração
e lá encontrei-te
e vi de novo Deus que me sorria
Então compreendi como fui cego
esquecido de mim procurei como insano
um amor que idealizei
sabendo que era ilusão
esqueci da vida
procurando aquele amor
que eu teimosamente queria
só que eu já o tinha encontrado
e não sabia
Tu amaste-me sem que te pedisse
cuidaste de mim sem que eu percebesse
e mostraste-me ser
o amor que sempre procurei
Só então me dei conta
que Deus atendeu o meu pedido
assim que o fiz
mandando-te para mim
guardando o teu rosto em meu coração
até que acordei
e te encontrei


imagem