segunda-feira

Vem

Vem
preciso encontrar coragem
nos teus braços
no abraço que me estendes
feito de calor
de ternura
Vem
porque não sei quem sou
onde estou
para onde vou
perdi o rumo de mim
vem
preciso encontrar-me em ti
nas tuas palavras fortes
nesse sorriso misterioso
que eu sinto
nos teus olhos
Vem
acha o meu rumo
o meu caminho
lentamente na escuridão
que chega com a noite
lá fora
Vem
pega na minha mão
ajuda-me a ensaiar os passos
neste caminho que desconheço
em que sem querer me perdi
Vem
dá-me a luz de um rumo certo
vem ser mapa neste deserto
que se faz dentro de mim
Vem
que se não for por atalhos
se não for por um caminho
que sejas tu
a mostrar-me o fim
Ah e mesmo que não me ouças
que não me dês a mão
tu sempre virás
porque estás
gravada em mim


Sem comentários:

imagem