sexta-feira

Mais uma vez te procuro
e tu não estás comigo
Estendo a mão
que recolho vazia
a lágrima cai de mansinho
escondida
Onde estás?
Procuro o som dos teus passos
o teu carinho
o teu calor
Perco-me na solidão do momento
egoísta
porque sempre estás
Mas eu quero mais
muito mais
Estendo as mãos
que gelam no vazio
A minha boca grita: VEM!!!
E espero
Como é doloroso esperar
Mas eu sei que tu vens
O meu coração sorri
ao sentir os teus passos
a lágrima seca
Afogo-me na luz do teu olhar
estendo-te as minhas mãos
e tu mais uma vez
ensinas-me a caminhar





1 comentário:

Ana disse...

Sempre que precises de mim , chama correrei para ti de braços abertos, com todo o meu amor, so para ver o teu sorriso no momento em que o nosso olhar se cruza.

imagem