terça-feira

Cai uma chuva de prata no teu cabelo
chuva de luz
luar que brilha
nas gotas de orvalho
que escorrem lentamente
do teu cabelo
Cai uma chuva de prata que banha
teu rosto
Onde o meu olhar se prende
é linda a noite
a noite que nos cobre
com um manto de mistério
que nos cabe descobrir
O teu corpo
emoldurado pelo luar
fica suave
quase sobrenatural
fascina-me
O teu olhar é luz
a luz que ilumina a noite
que me cerca
a noite que me acolhe no seio
e me arrasta
para lá de um mundo só meu
Cai uma chuva de prata no teu cabelo
onde o luar brinca
e me embala
na doce suavidade que vem de ti
És a minha luz
a que vence a noite
a que leva a dor
nela
na sua magia
o meu coração sorri


1 comentário:

Valquiria disse...

Sempre que passo aqui e leio os seus.textos o meu coração enche-se de serenidade e de amor pois estas palavras são perfeitas de um coração imenso...

imagem