quinta-feira

Ainda

Ainda acendo velas num altar de sonho
e beijo devagar
as marcas desse sonho que ficou
nas preces feitas a um Deus
venerado no coração dos homens
necessário
imperdível
Ainda acendo velas num altar de sonho
e deixo que as minhas mãos
percorram de leve caminhos
de uma fé encontrada
num canto qualquer do meu coração
Ainda acendo velas num altar de sonho
em que o mundo se mostra
e se dá para mim
do jeito que eu o sonhei
ainda acendo velas de esperança
canto hinos
louvo o senhor
Ainda confio num Deus menino
que saiba brincar
e proteger o amor


1 comentário:

Valquiria disse...

Cada poema seu...eu vejo algo de diferente...Esse,Tem de diferente,uma dose extra,de ternura com luz e um sonho.E isso,deixou o encanto.Estamos todos em busca de: amor, paz, esperança, afeto, sonhos.o que vale mesmo é sermos FELIZES....

imagem