terça-feira

Perguntas ao vento


Perguntei ao vento que sopra
nas tardes frias de inverno
porque arrasta consigo lágrimas
de um pranto tão dolorido
O vento passa e não fala
até o vento que é vento, cala
o segredo de um gemido
O vento passa calado
deixando no seu rasto lágrimas
que caem geladas e frias
choradas por olhos molhados
que tão tristes, magoados
reflectem almas vazias
O vento é bom confidente
seca nos rostos as lágrimas
que caem em rios de dor
Será que o vento que passa
sabe avaliar a desgraça
de quem sofre por amor?
Pergunto ao vento triste
porque arrasta consigo
lágrimas
Num rodopio permanente
ele não responde, continua
mostrando a alma tão nua
de todo aquele que sente
Vai vento confidente de amores
levando contigo muitas dores
ah,quem diz que nunca chorou
é porque nunca amou
ou então é porque mente

Sem comentários:

imagem