terça-feira

Loucura


Perco-me na antecipação do prazer
que quero arrancar do teu corpo
espero-te na nossa cama
lençóis de cetim rosa
que nos acariciam os corpos nus
Deito-me e espero
espero ouvir os teus passos seguros
que caminham para o quarto
que é templo de desejos
que sentimos a dois
Despes-te para mim, sorrindo
esperando que eu te abrace
mas fico quieto
apenas vendo
querendo
sem tocar
Nua, deslizas nos lençóis
que roçam o teu corpo
e te arrepiam
As velas acesas
que exalam um aroma delicado
e o incenso afrodisíaco que queima
lentamente
criam para nós uma atmosfera
irreal
que nos seduz
enlaço o teu corpo suave
que ainda cheira ao creme
que faz a tua pele ser seda
Bebo na tua boca o mel
que me adoça os sentidos
como um néctar
as minhas mãos percorrem
a tua pele
Sentindo que te arrepias
ao toque das minhas mãos frias
Lentamente o teu corpo
abre-se para mim
numa promessa de entrega
que me enlouquece
Percorro com a boca húmida
a tua pele quente
perfumada
as minhas mãos percorrem
as tuas curvas
acentuadas
Com as mãos trémulas
agarro os teus seios
aperto os mamilos
e ouço o teu gemido
meio de dor, meio de prazer
é teu corpo romã
cuja doçura me enlouquece
e a minha boca procura
a essência do teu ser
O teu sabor na minha boca
enlouquece-me
e percorro com os dedos
o teu jardim secreto
que se abre para mim
Nossos corpos sedentos
procuram-se
numa sinfonia de amor
que só nós dois conhecemos
envoltos na êxtase dos sentidos
em corpos loucos
unidos
até a madrugada nos perdemos
muito
muito tempo depois
abraçados
saciados
adormecemos serenos

Sem comentários:

imagem