segunda-feira

Quero-te

Quero-te
não importa a hora
o local
quero-te
neste desejo louco
insano
quase imoral
Quero desfolhar
uma a uma
as pétalas
que formam
a rosa que é a tua boca
Quero-te
numa loucura
que é sã
num desejo
que me transcende
num fogo
que me devora
Quero-te
pela calada da noite
quando o escuro é véu
que esconde a luxuria
que sai dos meus olhos
percorre as minhas veias
e arde
num inferno só meu
chama
fogo
purgatório
castigos de um pecado
que eu trago calado
Diabo

anjo
pecador
tudo isso
sou eu






Sem comentários:

imagem