sexta-feira

Nas horas vagas que temos sem viver
nas horas paradas
consumidas em silêncio
Nas horas em que não digo
o que o meu coração quer dizer
Nas horas vazias
em que as minhas mãos
brincam com o nada
que me é oferecido
Nas horas vagas de tudo
vazias de sentido
em que o meu olhar se perde
nas nuvens cinzentas
que me escondem o sol
Nas horas vagas
quando a alegria foge
e a saudade
se faz presente
Nas horas vagas, inquietas
horas vazias
cheias de nada
Horas vagas em que te invento
te crio
e recrio
nos meus sonhos alucinados
Nas horas vagas
vazias de calor
vazias de sonho
vazias de amor
Nas horas vagas em que a alma
afunda-se
o sorriso morre
e o coração pára de bater
nas horas vazias
pesadas de chumbo
morrem os dias
prolongam-se as noites
e invento madrugadas
que nunca chegam a nascer
Nas horas vagas
nas horas sem ti
eu não sei viver!!!

2 comentários:

Br@k disse...

Ola... Obrigado por sua visita... Fika com Deus. \o/

halma guerreira disse...

oi amigo,obrigado por sua visita,seu blog é bem do estilo ki eu gosto,parabéns aceite o meu selo qualidade e o selo top classe A,espero te ler mais vzs,abraços amigo.visite meu blog-http://almaguerreira.zip.net/

imagem