sábado

Há dias em que eu queria ser o sol
que te beija o rosto
Há dias em que eu queria ser a brisa
que despenteia o teu cabelo
Há dias que eu queria ser a chuva
que desliza pelo teu rosto
Há dias que eu queria ser a areia
que pisas ao longo do mar
Há dias que queria ser o teu dono
e ter-te obediente
Há dias em que queria ser o teu escravo
e obedecer
Há dias em que queria ser o teu Deus
e sentir-me adorado
Há dias em que te quero minha Deusa
e te quero adorar
Há dias em que queria ser o rio
em que mergulhas
Há dias em que queria ser a toalha
a que limpas teu corpo
Há tantos dias
dias diferentes
dias bons
dias maus
dias alegres
dias tristes
Mas há um dia
que se faz dia
em todos os dias
que nascem
O dia eterno
que nunca vai morrer
ou terminar
o dia que possui
todos os dias
que na minha vida
ainda vou encontrar
o dia intenso
pleno
Esse dia
que nasce todos os dias
o dia de te amar

1 comentário:

Anónimo disse...

Amor ! Sonho de luz ! Oceano de esperança

Que nasce de um olhar e vai pela alma afora...

Sorriso de uma dor que ri, que depois chora,

Que chora e torna a rir num rosto de criança Amor ! Nuvem de chuva e raio de bonança

Que põe tormenta e sol no céu da mesma aurora !...

Amor ! Brado que impõe e ao mesmo tempo implora !

Que põe o coração na ponta de uma lança ! Amor ! Réu que não teme as leis da própria Sorte !

Soluço que sorri na lágrima secreta !

Amor ! Elo imortal que prende a Vida á Morte !




Amor ! Sopro de Deus ! Resumo do Universo

Que só pode viver num coração de poeta !

Autor :desconhecido
Beijos
Val

imagem