terça-feira

PENSAMENTOS


Maria Hilda de J. Alão


IPor que meu amigo
Vives em lenta agonia
Se tens a mão do Senhor
Dia e noite, noite e dia?
IINão importa a tua crença
Ou teu jeito de orar
O mais importante e a fé
E a capacidade de amar.
IIITempo perdido sempre é
Acumular mágoas e ódio,
Preparemos o coração
Para guardar o perdão.

Para que material fortuna
Neste mundo de tantas liças?
Guarda somente as jóias
Do amor e da justiça.
VSeja cônscio do que fala,
Palavras são tintas em tela,
Quem não sabe misturar cores
Pinta triste aquarela.
VIViça a grama no chão,
Brilha o sol lá no poente,
O bálsamo de uma prece
Cura uma alma doente.
VIINão penses que sabes tanto
Das coisas do céu e da terra
No primeiro impasse já tombas
Desfeito em volumoso pranto.

Sem comentários:

imagem