quinta-feira


O amor é grande
e cabe inteiramente
na cama dos amantes
É nos gemidos abafados
nas madrugadas quentes
em que o suor nos molha
o cabelo
Em que os corpos se entregam
e gemem
contorcem-se
desesperados
pala saciedade de prazer
É nos meus dentes
que no momento do prazer
se apertam
sem querer
no teu pescoço
É nas minhas mãos
que te buscam
te trazem para mim
estas mãos que te exploram
e te nenetram
procurando te fazer sentir
a força de um querer
que não conhece limites
É em todos estes gestos
repetidos
que cabe o amor
sentimento grande
mas que cabe inteirinho
na nossa cama

Sem comentários:

imagem