quinta-feira

DOI MAIS AO INVEJOSO A FELICIDADE ALHEIA QUE A SUA PRÓPRIA DESGRAÇA.

Na vida de qualquer ser humano há tempo para tudo. Há o tempo de amar e o tempo de esquecer, o tempo de ganhar e o tempo de perder. Ninguém foge a esse lema, triste mesmo é quando as pessoas perdem a dignidade e usam outras para ardis idiotas, quando se manipulam sentimentos e nem se olha a meios para alcançar fins. Degradante é quando se perde o respeito básico pelos outros ou quando a demência é tanta que se perde até a noção do ridículo. Triste é quando se gastam inutilmente horas tentando atingir quem se esta perfeitamente lixando para jogos idiotas e mais triste ainda quando a falta de escrúpulos leva a envolver pessoas lindas, de coração puro que nada têm a ver com o assunto. Triste é quando não se soube lidar com uma situação ou não tivemos a capacidade de entender alguém e nos apoiamos em teses doentes para atenuar a sensação de fracasso. Triste é quando não somos capazes de enfrentar a verdade que sabemos que esta bem na nossa frente e nos escondemos por detrás de abjectividade e da loucura de um anónimato para fazer viver uma mentira que serve apenas consciências deturpadas. Triste é quando deixamos de respeitar os outros e atropelamos tudo e todos para ferir e magoar quem já esta imune. Triste é ser-lhe apresentada, oferecida a verdade e recusar a ver porque a mentira é mais cómoda, doi menos. Doi muito enfrentar que se perdeu algo por mera insensibilidade e incapacidade. É triste ver a que ponto desce um ser humano, que limites de dignidade e respeito ultrapassa para prosseguir numa batalha ridícula que não interessa a mais ninguém. Triste é quando se perde a noção da realidade e não se consegue ver que o momento passou. Que se perdeu. Que há mais dignidade em aceitar factos ou comprová-los dignamente que prosseguir numa luta demente que só suscita compaixão. É triste quando a admiração que sentimos por alguém um dia se transforma em perplexidade , tristeza e pena. Seria bom que como adultos que somos, ou que eu penso que sejamos todos, soubessemos enfrentar a vida com respeito, por nós e pelos outros. Que não se tentasse destruir laços de amizade com ninguém usando infâmias e mentiras, porque isso só deixa mais repelente quem o faz. Para quem não sabe ou nunca soube o que é ser amigo, uma amizade pura nunca se destroi por mais veneno que se lance. Seria bom que quem se sente incomodado tirasse as duvidas que tanto afligem de um modo digno. Normal. Vamos parar de brincar, vamos crescer. Porque essas atitudes ridículas, tristes, frívolas, vazias de sentido já não atingem ninguém porque infelizmente já se tornaram demasiado despreziveis. Nem magoam sequer quem me rodeia, porque quem me rodeia esta muito acima dessa brincadeira odiosa, triste. Sinto muito ter que escrever tudo isto, mas estou enojado. O sentimento é esse: nojo. Que cada um ocupe a sua vida em coisas úteis, que trabalhem, façam viagens, namorem, olhem pelos filhos, mas acima de tudo cresçam como pessoas. Que o saibam ser no sentido pleno que a palavra confere. Porque quando não nos comportamos como pessoas não temos dignidade para sermos reconhecidos como tal. E ai sim, é mesmo uma pena. Que fiquem com Deus, e encham o coração e o pensamento de algo bom e positivo.

Sem comentários:

imagem