domingo


A diferença entre o sol e a penumbra, a noite e o dia, a mentira e a verdade. Duas faces de uma mesma moeda, tão iguais e ao mesmo tempo tão diferentes. Numa face tudo é lindo, harmonioso, no outro lado as cores morrem na penumbra, esbatidas pelo manto escuro que sobre elas é lançado sem perdão. A vida é assim, feita de muitos contrastes, se não existisse a escuridão nunca sentiriamos a beleza da luz. No entanto devemos tomar cuidado para que o contraste não se torne flagrante demais nas nossas vidas. A mentira é como o veneno, mesmo numa pequenissima quantidade estraga tudo onde cai, torna perigoso o que antes era inofensivo. Mentir é uma das coisas que menos serve a cada um de nós. Num momento de aflição , de aperto, uma mentira pode parecer o ideal. Mas e depois? Depois como remediar aquilo que se disse? Como fazer com que a mentira se mantenha? Teremos que a apoiar num monte de pequenas mentiras, até que tudo se torne uma bola de neve que vai ficando maior à medida que desce a montanha. E a nossa visa irá perdendo as cores, ficará cada vez mais cinza. É preferível admitir erros, até sofrer um pouco por isso, do que nos condenarmos nós mesmos a viver eternamente na sombra.

Sem comentários:

imagem