quarta-feira


Sempre que descobrimos as sombras
numa face oculta
Há uma estrela que se apaga
e uma outra começa a brilhar
Surge a descoberta dolorosa
de algo que preferiamos desconhecer
e apaga-se a luz
que iluminava o falso caminho
uma armadilha que me prenderia
impedindo-me
de chegar ao destino mais certo
Aparece então uma outra estrela
que começa no céu enegrecido
lentamente a brilhar
como um sinal
a luz ternamente guia-me
para um novo caminho
para mais uma vez recomeçar
durante a caminhada
outros falsos atalhos
certamente vão surgir
feitos pelas sombras que se vão formar
mas a luz calma que de novo brilha
como anjo da guarda para me guiar
fará nascer para mim novas estrelas
que só , nunca mais, eu vou ficar




Sem comentários:

imagem