terça-feira

Respeito


Hoje infelizmente não venho aqui falar de amor, nem de sonho ou ilusão. Venho falar de algo que anda meio esquecido, o respeito pelos outros. Este blog tem poucos visitantes, porque nunca quis fazer dele um pólo de atracção e é simples demais para o ser. Uso-o como um diário para escrever ao acaso o que me vai na alma. Dei o endereço a alguns amigos, poucos. Hoje constatei com tristeza que alguém resolveu brincar com os meus textos. Alguém entrou aqui e fez várias colagens de frases minhas, uma de cada um dos ultimos textos e colou-as num outro blog de uma amiga, formando com elas um comentário, num texto aliás que eu já tinha comentado e ainda por cima tendo a falta de gosto de assinar Gonçalinho, coisa que eu jamais faria. Pois bem, que dois idiotas me adicionem e até faltem ao respeito, leva-se. Está a um toque no rato a distância que leva ao encerramento da conversa. Agora que entrem aqui e retirem frases minhas para comentar um blog, isso é um assunto mais sério. Parece que de um tempo para cá a minha vida se tornou um espectáculo publico, pois bem, eu não dou a ninguém esse direito. Os textos que estão neste blog são meus, os que não o são estão devidamente assinalados e não permito a ninguém que os use para outros fins , que não seja o lerem-nos se quiserem. Não gosto que façam de mim palhaço a esse ponto. Quando eu quiser comentar um texto eu próprio o farei, alias como já tinha feito. Não dou a ninguém o direito de pegar em frases minhas para usar seja onde for. Se pensaram que a brincadeira teve graça, não teve. Para a pessoa que fez isso e que infelizmente mostra não ter nenhum carácter, eu quero apenas dizer que cresça. Que se tiver um pouco de coragem assuma aquilo que fez. Eu tenho o MSN aberto de dia, já que foi tão corajoso(a) pegando nas frases para brincar que tenha coragem de hoje falar comigo. Quem tem algo a dizer deve ter a coragem de o fazer frontalmente. Eu respeito quem me encara, nem que seja para me ofender, porque frontalmente eu posso dar a resposta. Agora atitudes covardes, essas metem-me nojo. Entrar aqui para brincar com os sentimentos alheios é uma indignidade. Com sentimentos não se brinca, as pessoas não são coisas manipulaveis. Eu fiquei com raiva sim, mas agora até sinto pena de alguém, que é tão baixo de dignidade, tão pobre de moral , que brinca com os sentimentos de pelo menos duas pessoas. Quem não sabe sentir ao menos não toque no que não entende. Tenho muita pena que existam (pessoas) assim. Que existam seres tão mesquinhos que se divirtam a brincar com sentimentos alheios. Espero sinceramente que seja a ultima vez que isto acontece. Estou realmente a começar a chatear-me e quando eu me chateio, perdoem-me o mau português, é mesmo uma chatice. A internet tem que deixar de ser terra de ninguém onde tudo é permitido. Quem quer brincar que assuma, quem sabe eu não alinho também numa brincadeirinha? Um pouco de vergonha na cara nunca fez mal a ninguém. Aproveito para deixar aqui um pedido de desculpas sinceras a duas pessoas. à Gi porque , não sei se leu ou não, mas um dos textos era uma resposta para ela e alguém retirou uma das frases para montar o comentário. E peço desculpa à Madalena cujo blog recebeu o comentário recriado. Por favor cresçam e tenham vergonha. Vamos parar de brincar.

Sem comentários:

imagem