sexta-feira

Nas curvas sonhadas do teu corpo
Eu perco as noites de sono
no som imaginado dos teus gemidos
explodem gemidos na minha boca
na doçura imaginada do teu beijo
eu aprisiono-me por inteiro
Na suavidade inventada da tua pele
eu crio o meu agonizante desejo
Nos teus carinhos imaginados
eu sinto o calor dos abraços
que não demos
dos beijos
que não trocamos
das palavras que queria murmurar
junto do teu ouvido
Nas nossas noites inventadas
criadas pela magia do sonho
cresce em mim o desejo
de te ter
sem te inventar
Nas tuas caricias
que sonhei
está o muito
que te amei
e o que ainda vou amar!!!

Sem comentários:

imagem