sábado


Eu diria que o segredo da felicidade é não ter medo. Não termos medo de nos expormos , de sermos sinceros, de nos darmos por inteiro, Quem nunca se entrega de verdade magoa profundamente duas pessoas, a si mesmo e a quem ama. O medo de ser feliz já gera infelicidade. E creio que muita. Porque muitas vezes o medo de nos mostrarmos interiormente tal qual somos leva-nos a não nos entregarmos ou a criar um personagem que sabemos que agrada, mas que não somos nós na realidade. A essencia da felicidade está em sabermos dar-nos tal e qual somos, com as nossas virtudes e os nossos defeitos. Nenhum de nós esta isento de ser julgado, de ser elogiado ou criticado, mas quer uma coisa quer outra faz parte do nosso crescimento interior. Ser feliz é um direito que nos assiste a todos, mas temos em consonância o dever de fazer os outros felizes também e para que isso aconteça o medo deve ser colocado de parte. É humano sentir medo, quem nunca sentiu aquele friozinho na barriga, aquele medo subtil que nos tolhe um pouco? Acho que todos já o sentimos. Mas isso ultrapassa-se, e não deve servir de desculpa para nos fecharmos aos outros. Qualquer entrega nos dá medo, qualquer sentimento forte assusta, qualquer prespectiva de vivermos quase na dependência de um outro alguém nos deixa intranquilos. Mas a essencia da felicidade esta mesmo nisso, na capacidade de vencer o medo. De nos entregarmos ao que sentimos sem temer. Ninguém neste mundo é heroi no sentido linear do termo. Mesmo aqueles que se evidenciam pela prática de actos de bravura, sentiram medo, antes ou depois de praticado o acto sentiram o mesmo medo que é comum a todos os humanos. Mas como diz o pensamento emoldurado acima a essência da felicidade está em vencer o medo.

imagem