sexta-feira

Diferença de gerações


Nunca tinha sentido o tão famoso conflito de gerações. Aliás eu às vezes penso que nem cresci. que parei ai por volta dos vinte anos. Gosto de tudo o que gostam os mais jovens, sempre me senti um deles. Mas hoje aconteceu um facto engraçado e comecei a descobrir que afinal o tempo também passou para mim. Principiei a dar-me conta de que já não saio tanto à noite e se saio é apenas para jantar, posso esticar até um bar calmo e volto para casa. A agitação das discotecas lotadas, dos bares barulhentos deixou de me seduzir. Dei-me conta também que prefiro ver um bom documentário a um filme com muita acção e sexo. Que prefiro assistir a um bom concerto de piano, do que a um espectáculo de rock. Que prefiro mil vezes um bom carro discreto, confortável, a um desses carros alterados e barulhentos. De repente descobri que prefiro o silêncio ao barulho, a calma à acção. Também me dei conta que penso em dinheiro enquanto os jovens pensam em amor, e que a minha maneira de querer amor já é totalmente diferente da deles. Dei-me conta que gosto de passar o dia no meu jardim, olhando as rosas, cuidando-as, dando-lhe amor para que floresçam. Ao passo que os mais jovens querem passar o dia jogando futebol com os amigos ou correndo atrás das meninas. Não que eu não procure uma presença feminina, mas de um outro jeito, mais calmo, mais terno. Comecei a descobrir diferenças que nunca tinha notado. Desde as minhas roupas clássicas, o meu penteado conservador, tudo marca realmente uma diferença. Não posso falar em conflito de gerações porque não se trata disso. Eu respeito as opções deles, também já as fiz, mas apercebi-me que agora são opções deles e não mais minhas. Não me sinto velho, muito longe disso, digamos que me sinto um jovem mais calmo, mais maduro, mais ponderado. Eles fazem sonhos, eu faço a realidade. Não são campos opostos, nem conflituosos, são apenas duas gerações que se entendem e se completam.

2 comentários:

Anónimo disse...

Como podes tu cuidar seja do que fôr se de manhã dormes e de tarde passas as horas no msn e a escrever textos seguidos neste blog que até dá dó (já agora muda a música, enjoa a serio)e afinal com tanta beleza e tanto dinheiro como podes tu passar tantas horas em frente a um pc?!! Que mau gosto homem!!!

Anónimo disse...

Cuidar das rosas do jardim??aposto que nem sabes de que côr são...ò homem vai apanhar ar e larga o computador, a serio, vai plantar batatas talvez te passasse essas crises todas sabes...quando fores realmente sincero talvez aquilo que perdeste recuperes: a tua felicidade, olha desculpa lá não me identificar nem me mostrar mas o teu método pegou moda..ehehehehe

imagem