sexta-feira


Estar sozinho

é sentir falta do teu abraço

estar sozinho

é não ver o teu sorriso

estar sozinho

é não escutar a tua voz

estar sozinho

é ver a noite da ausência

sentir o frio da espera

e o desespero da demora

estar sozinho

é procurar o som dos teus passos

noutro ruido diferente

estar sozinho

é chorar pelo que não temos

estar sozinho

é amar uma presença ausente

estar sozinho

é sonhar com a magia de um olhar

estar sozinho

é imaginar um sorriso

num rosto de pedra

estar sozinho

é sentir frio quando me abraçam

estar sozinho

é querer ter comigo quem eu amo

tu!!!

ser amigo


Ser amigo é ser especial

é trazer no olhar mil estrelas

que nunca se apagam

é trazer num sorriso

o encanto do arco-íris

Ser amigo é trazer no peito

um coração que não acaba nunca

Ser amigo é trazer na alma

as cores quentes do abraço

Ser amigo é confiar

ser amigo é saber escutar

ser amigo é dar do seu tempo

como se todo o tempo fosse seu

ser amigo é dar

sem esperar receber

Ser amigo é não enganar

não mentir

Ser amigo é ser alguém

muito especial

Ser amigo é ser um anjo

que Deus na sua infinita bondade nos enviou

Cuidado


A coisa mais facil do mundo é ferir alguém.Dificil é fazer nascer sorrisos, fazer com que as lagrimas sequem, fazer nascer a esperança. Ferir alguém é uma questão de falta de carácter. Ninguém deve subir pisando na dor do outro, ninguém deve sentir-se vitorioso de uma derrota alheia. ninguém deve ficar feliz por ver outra pessoa chorar. Fazer sofrer é tão facil. Dificil é trazer paz. dificil é compartilhar alegria. Fazer sofrer pode ser uma questão de insegurança, de incerteza, de insensibilidade, ou simplesmente da incapacidade de se colocar no lugar do outro. Fazer sofrer alguém nunca é um acto vitorioso, pelo contrário é um acto que nos deve envergonhar. Quem faz sofrer não mostra que é mais forte, corajoso, ou temerário, quem faz sofrer é sempre alguém fraco, que tira da dor que provoca a força para subsistir. Como é facil magoar, ferir, abrir golpes na alma. Dificil é transportar a pomba da paz no olhar, a ternura no sorriso e o sol nas palavras. Magoar alguém não nos torna mais fortes, antes sim, enfraquece-nos. Porque magoar é um veneno que não mata só quem o recebe, mas também quem o dá. Nunca devemos ferir ou magoar propositalmente alguém. Porque existe uma coisa chamada a lei do retorno e cada um de nós recebe de volta todo o bem e todo o mal que um dia fez crescer em seu redor. Devemos pensar muito bem antes de magoar ou de ferir seja quem for, até um simples desconhecido. A magoa que se dá aos outros acaba respingando em nós mesmos. Às vezes na hora da raiva dizem-se muitas coisas que ferem, mas essas ainda perdoaveis, porque são ditas a quente, com o coração tumultuado e a cabeça a escaldar de raiva. A pior de todas é a magoa feita a frio, quando a pessoa magoa mesmo só pelo simples prazer de magoar. Quando fere pelo gosto de ver a dor fazer estragos. Ninguém se deve rir da tristeza alheia, ninguém deve criar a dor por querer. E o pior de tudo é quando ferimos um coração onde estavamos guardados e protegidos e a maior parte das vezes só nos damos conta disso quando é realmente muito tarde, tarde demais. Quem sobe pisando os outros, encontra-os quando desce.

quinta-feira

A Morte não é nada


A morte não é nada
eu somente passei
para o outro lado do caminho
Eu sou eu, vocês são vocês
o que eu era para vocês
eu continuarei sendo
Dêem-me o nome
que vocês sempre me deram
falem comigo
como vocês sempre fizeram
Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas
eu estou vivendo
no mundo do criador
Não utilizem um tom solene
ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos
rezem, sorriam, pensem em mim
rezem por mim
Que o meu nome seja pronunciado
como sempre foi
sem ênfase de nenhum tipo
sem nenhum traço de sombra
ou tristeza
a vida significa tudo
o que ela sempre significou
o fio não foi cortado
porque eu estaria fora
de seus pensamentos
agora que estou apenas fora
de suas vistas
Eu não estou longe
apenas estou
do outro lado do caminho
Você que ficou ai, siga em frente
a vida continua linda e bela
como sempre foi
Texto de Santo Agostinho

quarta-feira



Todos somos responsaveis pelos sentimentos que fazemos nascer. Se nos fizermos amar seremos responsaveis por esse amor. Se fizermos nascer no peito de alguém uma amizade somos responsaveis por ela. Cabe-nos cuidar dos sentimentos que mesmo sem querer fazemos nascer. Os sentimentos não podem espalhar-se ao vento, deixar que cresçam e virar as costas. Se alguém me amar certamente eu sou responsável, porque consciente ou inconscientemente eu cativei essa pessoa. Se alguém sentir por mim uma amizade verdadeira , eu sou responsável, porque certamente preenchi com meus actos ou palavras o coração de alguém. Há uma frase famosa que diz: - Que a pior cobardia de um homem, é fazer com que uma mulher se apaixone se não tiver intenção de a amar. Concordo, mas isso vale para ambos os sexos. É sempre cobardia fazer nascer um sentimento que depois não se respeita. Podemos dizer que não temos culpa que determinada pessoa nos ame. Mas é claro que temos. Para que alguém nos ame nós temos que contribuir, que fazer com que esse sentimento fortaleça. Pode ser intencional ou não, mas somos responsaveis. Os sentimentos são tesouros sem preço e todos devemos dar-lhes o lugar que merecem. Nunca devemos voltar as costas a quem realmente gosta de nós. Claro que não podemos amar só porque nos amam, mas podemos retribuir esse sentimento com um outro, com carinho, ternura, atenção. Podemos fazer com que um coração que bate por nós, se sinta menos só e incompreendido. O segredo de não ferir, de não magoar é dar-mos o melhor de nós mesmos a quem nos estima. Sem fazer exigências, cobranças, os sentimentos não devem ser cobrados, um amor exigido não é amor, pode ser possessão, entrega, mas não amor. O amor deve ser dado, sem exigir, ele próprio se multiplicará e nos será retornado. Sentimentos cobrados, não podem ser verdadeiros. O amor não pode ser coagido, forçado, policiado. O amor é como uma onda, forma-se lentamente e depois impulsionado pelo movimento , cresce, cresce, até se tornar muito grande. Somos de facto responsaveis pelos sentimentos que fazemos nascer, mas não podemos cobrar reciprocidade de ninguém. Ela virá se a soubermos merecer. Não devemos exigir entrega aos outros, nós sim devemos dar, porque é dando que receberemos. Se estendermos ao outro uma mão fechada, ele não a poderá encher de pétalas. Vamos então cuidar com carinho dos sentimentos que fizemos nascer. Com respeito. Quem não se dá a ninguém, certamente magoa, fere e maltrata. O segredo da felicidade está em saber dar , um dia a vida se encarregará de nos retribuir.

as rosas


A minha flor preferida é sem duvida a rosa. Não me importa que ela tenha sido cultivada e mimada num bem tratado jardim ou que simplesmente tenha nascido bravia no meio de um campo. Para mim qualquer rosa tem um encanto e um mistério muito especial. Aprendi a amar as rosas com a minha mãe. Ela tinha canteiros enormes de rosas dos mais variados tipos. Enumerava-me as diferentes espécies que confesso nunca decorei. Eu ficava perdido naquele mar de cores e de odores. Tinha muita pena quando minha mãe munida de grossas luvas e tesoura de jardineiro as colhia para com elas enfeitar o altar da nossa capela de familia. Eu achava que devia ser dado ás rosas o direito de florescerem no canteiro e de ali ficarem, sendo beijadas pela brisa calma da primavera. Agora adulto a vida roubou uma boa parte da poesia que o meu coração de criança carregava. Mas ainda me comovo ao olhar uma rosa. Ao fazê-lo lembro as longas e brancas mãos da minha mãe, com as suas unhas rosadas, acariciando-as, fazendo com elas arranjos maravilhosos que deixavam a capela imersa numa beleza especial. Lembro também um canteiro de rosas azuis que me fascinava. Eram de um tom escuro, quase sem aroma, mas eram lindas. Pareciam encerrar todo o mistério da noite. Quando me levantava de manhã e as encontrava orvalhadas, parecia que mil diamantes cintilavam naquelas pétalas macias e sedosas. Ainda hoje sou fascinado por rosas e comparo uma rosa a uma mulher. A mulher tem na pele a suavidade da pétala da rosa, tem no corpo o odor subtil de um perfume inebriante e guarda no coração um mundo de segredos só seus. E tal como a rosa, a mulher tem espinhos, que magoam, mas que esquecemos perante o esplendor de sua beleza. Cada mulher do mundo inteiro é merecedora de receber uma rosa, mas será uma pena se para isso tantas tenham que ser assassinadas. Uma amiga minha disse-me noutro dia uma frase mais ou menos assim: - Cada flor arrancada à terra é uma flor assassinada. E deve ter razão. Então contemplemos as rosas, nos jardins, ou em plena natureza. E deixemos que o nosso coração se encha da ternura e da paz que elas nos conseguem transmitir.

Realmente a chave da nossa felicidade estás dentro de cada um de nós. Mas não é facil encontrá-la. Ser feliz é mais que uma opção, um desejo, ser feliz é ir até ao fundo de nós mesmos e encontrar-mos a nossa verdade, a nossa paz. Mas será que temos coragem de o fazer? Duvido... Para encontrar a chave que abre o coração é necessário despí-lo de tanta coisa- É necessério expulsar a mágoa, porque ela nos torna demasiado amargos. É preciso afastar o rancor porque ele só nos faz ferir quem está perto de nós. É preciso afastar a inveja, porque ela amesquinha a nossa visão. Para encontrar a chave é preciso afastar o ódio porque ele nos corroi por dentro, é preciso afastar a desconfiança, porque intoxifica como um veneno. É preciso afastar a dor, porque ela nos rouba a capacidade de ver. Para encontrar a chave da nossa felicidade é preciso deixar o coração livre de todos os sentimentos negativos. Para encontrar a chave da felicidade é necessário que tenhamos a capacidade de fazer uma introspecção. De vermos dentro de nós mesmos e tirarmos da nossa vida o que nos perturba. Claro que é impossível fazer isso de um momento para o outro, mas com persistência tudo se consegue. Se sentirmos magoa deixemos que os motivos desse sentimento percam importância perante nossos olhos. Se sentirmos dor procuremos uma forma digna, de a atenuar. Se sentirmos rancor devemos deixar que a paz o substitua. Não de uma hora para a outra, mas numa caminhada lenta e segura. Se sentirmos inveja devemos deixar que ela se transforme apenas em desejo, não invejar, mas apenas desejar, porque o desejo estimula. A diferença entre inveja e desejo é grande. Se o meu vizinho tem um carro topo de gama, se eu o invejar nada vou conseguir com isso, inveja implica que eu deseje ter o carro e queira que ele não o tenha. Desejo é diferente. Se o meu vizinho tem esse carro e eu também o desejo ter, então eu vou lutar por isso, vou desejar ter, mas não vou desejar que o meu vizinho não tenha. Depois de afastados todos os sentimentos menos bons, aparece enfim escondida num cantinho da nossa alma, a chave da felicidade. É só colocá-la na fechadura do coração e abri-lo. Feito isto, devemos enchê-lo de sentimentos bons, amizade, carinho, amor, capacidade de entregua e muita paz. Certamente nesse dia, teremos realmente conseguido encontrar a chave para uma vida mais feliz, mais tranquila e sobretudo muito mais doce e mais bem vivida.

Amigos


Amigos eu tenho muitos. Tenho muitos? Será que tenho? De todos os que me rodeiam, alguns realmente eu sei que são. Mas terei tantos amigos assim. Se eu perdesse tudo, se deixasse de ser o centro da festa, ainda assim ficariam? Duvido... Duvido porque não vejo na maioria deles o sentimento da amizade ser tido em grande conta. No meu mundo não se têm amigos, movem-se influências, fazem-se conluios, conchavos, pactos, mas a amizade onde fica? Será que algum deles sequer lembra do que significa? Duvido... Porque cada conluio é feito com quem tem mais poder, quem está mais próximo de algum ponto muito influente, com quem tem mais dinheiro. E a amizade? A amizade não faz conluios, não move influências, não faz girar o mundo. Ou por outra, faz, mas não da maneira que estes meus amigos procuram. Para mim amigo é aquele que está presente nas horas dificeis. Aquele que eu não procuro assiduamente mas sei que sempre vai estar lá. Amigo não é quem me incentiva a caminhar, amigo é aquele que me dá a mão e caminha comigo. Amigo é quem me manda um sms só para saber como estou, quem me acorda com uma mensagem simpática. Amigo é também aquele que me aponta os erros, não o que me adula, que concorda comigo por maior que seja a asneira. Amigo não é o que sempre me sorri, mas sim o que me repreende, o que me diz a verdade, mesmo sabendo que pode magoar. Em suma, para mim, amigo é aquele que vem, quando todos já partiram. E quantos amigos desses terei, não muitos, mas tenho alguns sem duvida. Para esses meus amigos um sincero obrigado do fundo do coração.

O diamante


Um dia numa conversa ao jantar, uma amiga muito querida perguntou-me:
- Gonçalo para ti qual a imagem que melhor define o amor?

Aquela pergunta apanhou-me desprevenido e ela voltou a perguntar:
- Gonçalo estas apaixonado agora?

Respondi afirmativamente
Ela pediu-me então que retratasse o amor. Bem na hora do jantar, era uma pergunta dificil. Mas essa minha amiga tem dessas coisas. E eu comecei a pensar no que realmente é o amor. Acabei de jantar em silêncio e no final disse que já tinha resposta para a pergunta. Ela sorriu-me e disse:
- Vá, fala, estou curiosa!!! Será engraçado ver um homem descrever um sentimento tão complexo como o amor.

Resolvi dizer-lhe realmente o que é para mim o amor. Para além de ser o mais belo e mais intenso de todos os sentimentos, o amor é como um morango. Não sei se por acaso sabem, mas o morango não é um fruto, é um aglomerado de frutos pequeninos que se juntam e fazem aquele fruto que parece ser todo ele só um. O amor é assim, um aglomerado de sentimentos reunidos. O carinho, a ternura, o desejo, o ciume, alguma dor, muita alegria, emoção, e alguma saudade. Mas para mim o amor é também uma joia rara. Um diamante que reflete as mil cores que saem do interior de si mesmo, o amor verdadeiro também se reflete em mil reflexos vindos de dentro da alma. Cada reflexo, cada cintilação, é um sentimento, uns brilham mais que outros, uns apenas cintilam, outros parecem soltar chamas de fogo, mas todos juntos criam a beleza desse diamante unico que é o amor. O amor é um sentimento que não se explica, que pode nascer de mil maneiras , sempre não racionais. O amor apenas se sente, se vive, não se compreende, não se racionaliza. Ama-se porque se ama, sem perguntas, sem motivos. O amor pode ser eterno, pode durar meses, ou dias, pode ser avassalador ou calmo, mas será sempre eterno mesmo que seja efémero. Não devemos ter pena de quem chora por amor, devemos sim sentir compaixão de um coração que nunca amou.

Anjo


Voa meu anjo

abre tuas asas e potege quem sofre

voa meu anjo

abre tua asas e protege quem ama

voa meu anjo

abre tuas asas sobre quem chora

voa meu anjo

abre tuas asas sobre quem se perdeu

voa meu anjo

abre tuas asas sobre os corações magoados

voa meu anjo

abre tuas asas sobre quem está na escuridão

voa meu anjo

abre tuas asas sobre quem tem fome

voa meu anjo

abre tuas asas sobre quem parou de sonhar

voa meu anjo

abre tuas asas sobre quem já não crê

voa meu anjo

abre tuas asas sobre quem perdeu a paz

voa meu anjo

abre as tuas asas sobre todas as crianças

voa meu anjo

abre as tuas asas sobre todos os doentes

voa meu anjo

abre as tuas asas sobre aquelas que crêem

Voa meu anjo

e abre as tuas asas sobre todos os que sonham

voa meu anjo

e abre as tuas asas sobre o meu coração!!!

coração em fogo


Sempre que se ama

o coração fica perdido

louco

sozinho

sem achar um rumo

Sempre que se ama

há uma dor

que não doi

uma chama

que não queima

uma ferida

que não cicatriza

uma saudade

que não parte

um vazio

que não se prenche

uma ternura

que nos comove

um desespero

que não entendemos

um calor

que nos abrasa

e um frio

que nos arrepia

um desejo

que tortura

e uma alegria

que desconhecemos

Quando se ama alguém

o mundo pára

a musica

cristaliza no ar

e os anjos

dançam maravilhados

Quando se ama alguém

superamos os nossos limites

humanos

e fazemos magia!!!

Prece


Senhor faz com que o meu medo

me torne mais forte

Senhor faz com que a minha dor

me torne mais corajoso

Senhor faz que se eu tiver fome

sinta ainda assim vontade de partilhar

Senhor faz que se eu tiver frio

dispa meu casaco para aquecer um corpo gelado

Senhor faz com que se eu tiver sede

saiba partilhar com generosidade a minha água

Senhor faz com que se eu sentir ciume

possa também sentir compreensão

Senhor faz com que se eu sentir ódio

possa também ser capaz de perdoar

Senhor faz com que se eu estiver triste

tenha coragem para sorrir

Senhor faz com que se eu estiver zangado

seja capaz de sentir compaixão

Senhor faz com que eu olhe todos

como meus irmãos

Senhor faz com que se eu estiver errado

encontre o caminho de volta

Senhor faz com que se eu magoar alguém

sinta a humildade de pedir perdão

Senhor faz com que se eu chorar

seja capaz de aprender com o sofrimento

Senhor faz com que se eu me perder por orgulho

sinta o gosto da humildade

Senhor não te peço que faças de mim um ser perfeito

mas faz de mim um instrumento do teu amor

e que eu percorra os caminhos da vida

sempre guiado por tua mão!!!

terça-feira

De repente


De repente olho para o espelho à procura de mim. Tentando encontrar alguma coisa que se perdeu, que não encontro mais. Vejo os meus olhos cansados, sem brilho, o meu rosto sem expressão, e um sorriso que não significa nada. Então eu pergunto a mim mesmo o porquê de me escravizar nesta rotina diária, o porquê de ficar aqui horas e horas trabalhando alheado do mundo. Claro que tenho que trabalhar. Não posso simplesmente mandar tudo para o espaço. Mas preciso de fechar os meus olhos por dez minutos pelo menos e sonhar. Sonhar que o céu que já mal olho ainda é azul, sonhar que o sol que já quase não me aquece ainda tem luminosidade, sonhar que para lá destes malditos numeros frios ainda há sorrisos genuinos nos rostos de quem passa na rua. Que para além das acções, das quebras, os pássaros ainda cantam, que para além dos ganhos e perdas a chuva ainda cai lá fora, que para além do capital mal parado, dos investimentos, o vento ainda murmura segredos às andorinhas. Preciso acreditar que para além das paredes brancas do meu escritório há vida, que para além das resmas de papeis que se amontoam na minha mesa, há musica tocando algures num velho rádio. Que para além do meu sofisticado pc, da minha carissima impressora, dos meus elaborados programas, há risos de crianças lá fora. Preciso acreditar que para lá das mil coisas que se empilham na minha secretária, os telefones sem fios, os telemoveis, toda a parafernália deste meu mundinho fechado, existe um mundo muito maior. Preciso acreditar que para além dos relatórios que leio entediado, existem mil poesias soltas por ai. Preciso acreditar que para lá das folhas em branco onde continuamente imprimo extractos, balanços, há um mundo de mil cores que se me oferece ao sair da porta. Preciso acreditar de que ainda tenho o direito de sonhar. De que a minha vida é bem maior do que isto. Preciso acreditar que para além dos problemas, dos aborrecimentos diários, ainda tenho um coração de verdade a bater no peito, e preciso acima de tudo acreditar que para além do meu mundo frio há uma mão quente que me espera e um coração que sabe amar. Ah como eu preciso de sonhar!!!

segunda-feira



Quem és tu?

Muitas vezes, mesmo depois de já muito e muito termos falado, de eu saber que intimamente te conheço, esta pergunta ainda me surge. Quem és tu? Porque por mais que te conheça, sei que não te conheço. Por mais que estejas próxima uma distância nos separa. E eu fico a pensar quem realmente tu és. Mas tu podes ser quem tu quiseres... Quando tu te deixas influênciar por opiniões de terceiros, nessa altura perco-te. Porque nesses momentos, tu já não és tu, ficas nua da tua verdadeira essência, eu perco-te e não te reencontro naquilo que conheço de ti. Porque essa já não és tu, perdes a tua graça e naturalidade e eu vejo perante mim alguém que desconheço. Também deixas de ser tu, se procurares agir de acordo com os padrões impostos. Claro que eles regem uma vida em harmonia dentro da sociedade e disso ninguém foge. Nem tu, que te julgas acima de meras convenções e de vez em quando tu arrogas senhora das tuas atitudes, como se o mundo fosse todo teu e só a tua vontade contasse. Não és tu, quando aceitas como verdade indiscutível um julgamento leviano, sem antes procurares bases e provas de que ele tem fundamento. Quando o fazes a ti mesmo concedes a autoridade de Acusador e Juiz, de vitima e carrasco. Tu montas o teu processo, ou acreditas no julgamento por outrém feito, e com base nele te vitimizas e punes e ao fazê-lo, tu afastas-te muito da pessoa que realmente és. Claro que para seres tu própria não podes fechar os ouvidos ao que te dizem, escuta o que as pessoas falam, aprende com elas, mas não as tomes como exemplo. Não acredites em todos os julgamentos feitos pelos outros como se fossem uma suprema verdade, a verdade tem muitas faces, aprende a procurar a tua. Ouve o que te dizem as pessoas, mas pensa por ti, Aprende a seres tu e não elas. Os amigos procuram em ti as tuas qualidades, o que de melhor tens para lhes oferecer. Mas não te iludas com isso. Nem sempre eles estimulam o que de melhor existe em ti, provavelmente procuram em ti aquilo que eles acreditam ser o melhor. Aquilo de que precisam ou o que mais lhes agrada. Mas nem sempre aquilo que eles precisam é o que tens de melhor, não deixes que a vontade de lhes dares o que pedem, anule o que tu verdadeiramente és. Os teus inimigos pelo contrário, vão procurar em ti todos os defeitos, ou aquilo que para eles é defeito. Mas não te intimides, nem sempre aquilo que é considerado defeito é de facto mau. Muitas vezes inimigos despeitados podem ver como defeitos as tuas maiores virtudes. E tu? Já Paraste para pensar quem realmente és? Não aquilo que mostras ser, mas aquilo que és e não ousas mostrar? Olha bem dentro da tua alma e aprende a conhecer-te, podes mostrar aos outros ser quem tu quiseres, mas a ti própria mostra-te como és. Aprende a ser honesta contigo, antes de o seres com os outros, a verdadeira honestidade está em te reconheceres, não em imaginares-te. Não te peço que exibas perfeição, ninguém é detentor dela, todos temos defeitos e qualidades, são os nossos defeitos e as nossas qualidades, moldados à medida da nossa personalidade, que nos tornam seres unicos, com nossas próprias marcas, com as acções que a nossa forma de ser nos permite praticar. Se procurares em ti, apenas qualidades, e pior ainda, se conseguires mentir tanto a ti própria que acredites ser um poço de virtudes, serás uma pessoa arrogante. Se pelo contrário te olhares e valorizares apenas os teus defeitos, o que eu sinceramente não acredito que faças, vais ver-te como fraca, vais deixar que a tua auto-estima decaia, o que também não seria justo. Aprende apenas a conhecer-te e a seres sincera naquilo que julgas de ti. Muda em ti aquilo que achas que te incomoda a ti ou que incomoda flagrantemente os que te rodeiam. Aprende a valorizar aquilo que tens de melhor sem medo de te expores, porque a máscara que mostras está longe de ser coragem, digamos que uma máscara, como sabemos, tende a esconder fraquezas e não forças. Mesmo que aquilo que tens de melhor seja aquilo que sentes como fraqueza. Assim serás mais forte, exactamente quando te julgas mais fraca. Mas acima de tudo aprende a respeitar-te para que consigas o respeito dos outros. Arrogância não gera respeito, apenas gera intolerância.Cultiva qualidades, aquelas que conseguires reconhecer , para que te olhes no espelho, te conheças e te sintas feliz por te esforçares para seres uma pessoa melhor. Tenta que cada dia seja um dia de luta pelo teu próprio conhecimento, sejas boa ou má perante quem te olha, procura acima de tudo seres sempre tu mesma, só tu.

Oração a São Francisco de Assis


Quero deixar aqui uma oração que desde pequeno minha mãe me ensinou a orar. Ainda criança não entendia toda a plenitude da sua beleza. Gostava das palavras mas não as entendia. Depois de adulto e já com plena consciência do seu significado continuei a fazer desta oração o meu apoio em todas as horas. A ela recorro quando me sinto mais só, quando estou triste, quando me sinto perdido. E procuro nortear a minha vida pelos ditames desta prece, procurando não magoar e não ferir ninguém. Sei que estou muito longe de o conseguir mas resta-me a alegria de saber que tento fazer de cada dia algo melhor para mim e para os outros. Aqui deixo esta oração em homenagem ao São Francisco e com uma terna e doce saudade da mulher maravilhosa que foi a minha mãe e que será para sempre o meu anjo protector junto de Deus.

Oração De S. Francisco de Assis

Senhor

Faz de mim um instrumento da tua paz!

Onde houver ódio, faz que eu leve o amor

onde houver ofensa, que eu leve o perdão

onde houver discórdia, que eu leve união

onde houver dúvidas, que eu leve a fé

onde houver erros, que eu leve a verdade

onde houver desespero, que eu leve a esperança

onde houver tristeza, que eu leve a alegria

onde houver trevas, que eu leve a luz

Ó MESTRE

faz que eu procure mais

consolar, que ser consolado

compreender, que ser compreendido

amar, que ser amado

pois:

é dando que se recebe

é perdoando que se é perdoado

e é morrendo que se nasce para a vida eterna

domingo

Primavera


E de novo chegou a primavera. Os campos vestem-se de um verde que vai do tom suave ao intenso. Pelos campos florescem as flores lindas e agrestes que nenhum jardineiro cuida. Os passarinhos reaprendem de novo os seus cantos repletos de alegria. Nos lagos as rãs coaxam de felicidade, aquecendo seus corpos na doçura do sol ainda timido. Para mim a primavera traz de certa forma um renascer. É um ciclo de vida que recomeça. As árvores que na inclemência do inverno perderam as suas folhas revestem-se de novo do seu manto verde. As flores que esquecidas morreram no frio das noites geladas, lançando num ultimo suspiro as suas sementes na terra, renascem firmes e belas, prontas a uma floração odorosa e colorida. Os pássaros apressam-se a construir seus ninhos para lá reiniciarem um novo capítulo de vida, fazendo nascer os passarinhos que também entoarão seus canticos de alegria na proxima primavera. Nesta estação do ano o nosso sangue parece reaquecer nas veias e saimos da dormência meia apagada do inverno. A primavera é um hino à vida e tudo parece despertar como por magia. Nos lábios dos desconhecidos com quem me cruzo nascem sorrisos contagiantes. Nos olhos das crianças surge um novo fulgor, uma nova alegria. O céu azul, limpo das tristes nuvens cinzas do Inverno parece uma enorme cúpula de safira cobrindo a terra e espelhando os raios doces e cálidos do sol. Até os ribeiros nos campos, cantam alegremente por entre os seixos, percorrendo o seu caminho saltitantes, plenos de vida. A primavera faz renascer nos corações mil esperanças, uma alegria que surge do brilho do sol, do céu sereno, das flores que se oferecem perante nossos olhos extasiados. Posso afirmar com toda a certeza que eu amo a primavera. Pelas sensações que ela me causa, pelo desejo de vida que de repente me assalta, pela beleza que a natureza expõe perante os meus olhos. Eu abro o meu coração e encho-o da beleza que me é oferecida. Encho-o de risos murmurados pelas águas que correm, do brilho do sol que acaricia a minha pele, da ternura suave de uma brisa que me traz os perfumes das mil flores espalhadas pelos campos, da musica composta por um compositor mágico e interpretada pelos pássaros, encho o meu coração do verde sereno das folhagens das árvores, das mil cores que as flores me oferecem, encho em suma o meu coração de vida. Dessa vida palpitante que a natureza nos oferece, e sinto as minhas veias pulsarem no ritmo dela e o meu corpo encher-se dessa vida sublime, pura e ciclicamente repetida.

regresa a mi


No me abandones asi

hablando solo de ti

ven y devuelveme al fin

la sonrisa que se fue

una vez mas

tocar tu piel
e hondo suspirar

recuperemos lo que se ha perdido

regresa a mi

quiereme otra vez

borra el dolor

que al irte me dio

cuando te separaste de mi

dime que si

yo no quiero llorar

regresa a mi

extrano el amor que se fue

extrano la dicha tambien

quiero que vengas a mi

y me vuelvas a querer

no puedo mas

si tu no estas

tienes que llegar

mi vida se apaga

sin ti a mi lado

regresa a mi

quiereme otra vez

borra el dolor que al irte me dio

cuando te separaste de mi

dime que si

yo no quiero llorar

regressa a mi

no me abandones asi

hablando solo de ti

devuelveme la pasion de tus brazos

regresa a mi

quiereme otra vez

borra el dolor

que al irte me dio

cuando te separaste de mi

dime que si

yo no quiero llorar

borra el dolor

que al irte me dio

cuando te separaste de mi

dime que si

dime que si

regresa a mi

regresa a mi

( Esta é a letra de uma das musicas que mais adoro)
(regresa a mi - Il Divo)

Beijo



O beijo é o momento que nossos olhos se encontram
o beijo é o momento em que as minhas mãos tacteiam o teu rosto
o beijo é o momento em que a nossa respiração se mistura
o beijo é o momento em que meus lábios roçam os teus
o beijo é o momento em que a minha lingua toca levemente teus lábios
o beijo é quando a minha língua força ternamente a tua boca
o beijo é quando a tua boca sedenta se une à minha
O beijo é quando a minha língua curiosa, percorre todos os cantos da tua boca
o beijo é quando a tua língua apaixonada encena um bailado com a minha
o beijo é quando seus lábios se unem chupando os meus
o beijo é quando o meu corpo treme de desejo possuido pela vaga de fogo que tua língua transmite
o beijo é quando a tua boca e a minha se unem por uma eternidade
o beijo morre lentamente na ansia de outros desejos
na premência de carícias mais intensas
O beijo é o principio de tudo
É o momento em que nossos sabores se misturam
Em que as nossas essências se confundem
Em que nossos corpos se fundem
No inebriante momento da junção de nossas bocas

Este texto destina-se a todos aqueles que amam e perderam um grande amor. A todos os que por qualquer motivo perderam de diferentes modos alguém que amavam. Amar é complicado e quando o amor termina, a dor divide-se em duas fases distintas. A primeira dor, a mais intensa vem assim que a relação termina. Se depois da relação ainda existir amor, é doloroso termos que nos acostumar com a ausência do outro, com a amargura de ter realmente perdido, perda essa que vem acompanhada de um sentimento de impotência e regeição. Ficamos também sem horizontes, já que a dor ainda é tão forte, que não conseguimos ver uma saida. Depois de dias e dias dessa angustia, acabamos por nos habituar e começar a ver uma solução, uma saida desse mundo sem cor. A pior das dores, é a dor da quebra da rotina, da falta das palavras, da falta do carinho, da cumplicidade. De repente sentimo-nos pequenos, descobrimos que a pessoa que tanto amamos afinal passa bem sem nós. E isso doi. Quando esta dor se atenua, vem uma outra mais leve, mais suave, a da lenta despedida. É a dor de devagar conseguirmos despegar-nos do amor que sentiamos, a angustia de esvaziarmos o coração de tudo que antes o preenchia, de o esvaziarmos de amor, de carinho, até da saudade. Quando amamos o amor centra-se na pessoa que queremos, por isso é tão doloroso o desligamento, a ruptura. Muitas vezes somos nós proprios que prolongamos o nosso sofrimento porque não nos queremos desprender, porque o amor mesmo já meio morto, dolorido, sem retribuição ficou como recordação de momentos de sonho vividos a dois. Essas recordações passam a ser um tesouro que não queremos perder, porque de certo modo é isso que dá ainda sentido à nossa vida. Depois do fim de uma relação, queremos claro voltar a encarar a vida, a sermos felizes, mas fica dificil despedirmo-nos para sempre de algo que foi tão importante por tanto tempo. O amor vivido intensamente inscreve-se na nossa alma, de uma tal forma, que só a muito custo se consegue apagar para sempre. A saudade, essa ansia de recuperar o amor, mesmo sabendo-o perdido, é uma dor muito suave, muito subtil, e muito duradoura. Perder um amor , passar por todas essas fases é algo que doi muito, que perturba, que nos faz reavaliar a vida e o seu sentido. Chegamos finalmente à fase em que descobrimos que a pessoa que nos deixou, que desistiu de nós, deixa de nos interessar. Mas apesar disso a recordação do amor que sentimos, dos momentos passados de sonho, dos planos feitos, o amor intenso que sentiamos, que dava sentido à vida, isso tudo ainda nos interessa, nos prende e causa dor. Quando um amor termina e nos vemos na obrigação de nos despedirmos dele, sentimos que estamos a despedir-nos também da nossa vida, das nossas certezas, dos nossos sonhos e até de nós mesmos. Quando alguém nos deixa, simplesmente termina e vai embora, é o nosso sonho que termina, sem que tivessemos concordado, sem que tivessemos opinado. Mas quando isso acontece e sentimos que nada mais há a fazer, sentimos que tudo o que ficou tem que sair de dentro de nós. O caminho até à libertação é longo, difícil, complicado, e doloroso. Doi muito, é a travessia do deserto, é uma dor que descarrega e liberta o coração, que o esvazia, deixando-o livre para amar de novo.

sábado

encontro


Qualquer encontro é uma expectativa. Cada minuto de espera pode ser um momento de excitação, um momento de saudade, a ansia de um prazer adiado. Quando se ama de coração aberto, encontrar a pessoa amada é sem duvida o que de mais belo há no mundo. Mas o que fazer com o medo, com o arrepio que percorre a pele, o frio na barriga, o medo das palavras? Encontrar quem se ama é algo de muito bom, muito importante, um momento mágico em que o sonho se expande na realidade. Amor eu quero encontar-te sorrindo envolta num raio de sol. Quero olhar a profundidade dos teus olhos sem medo, sem o temor de me magoar numa revelação, quero abraçar-te e esquecer o mundo. Quero encontrar-te e encher o meu coração com a luminosidade do teu sorriso. Quero encontrar-te e agarrar as tuas mãos bem junto das minhas, olhar bem teu rosto e envolver-te nos meus braços. Quero encontrar-te amor e ver o sol brincar com a cor quente dos teus cabelos. Quero encontrar-te e ouvir o som suave da tua voz murmurar meu nome e ver o teu olhar expectante. Quero encontrar-te e sentir o calor do teu corpo trémulo junto do meu. Quero encontrar-te amor e sentir o gosto doce da tua boca, calar com os meus lábios as ultimas sílabas do meu nome. Amor quero encontrar-te e olhar profundamente na imensidão dos teus olhos, sentir o teu suspirar ténue, e sentir o teu desejo de me abraçar. Amor quero encontrar-te no meio de flores, para encher com elas o teu regaço, para que elas roubem o perfume inebriante da tua pele e o perpetuem espalhando-o na leve brisa da tarde. Amor quero encontrar-te de braços abertos, sorrindo confiante para mim, quero ver o teu olhar de medo serenar ao olhar o meu rosto. Amor quero ver o teu sorriso abrir-se para mim em mil promessas. Quero fazer dos meus braços o teu refugio por momentos eternos, ainda que durem breves segundos. Amor quero ver o teu corpo desejar o meu e sentir esse desejo no toque timido das tuas mãos. Amor quero sentir a tua voz de sereia contar-me encantada os mil segredos da tua alma. Quero encostar o meu rosto no teu ombro e deixar escorrer todas as lágrimas, até que o aperto que sinto no peito se desfaça e o nó da minha garganta desapareça. Quero ouvir as tuas palavras, sentir a tua vontade de ficar comigo. Quero encontrar-te e roubar a realidade ao sonho, sentir que piso terreno firme, que a vida finalmente pulsa de novo em meu coração. Amor quero tanto ver a luz do teu olhar, riscando a noite que mora no meu coração. Ver o teu sorriso afastar as nuvens do meu rosto. Sentir o teu calor levar para longe o gelo que solidifica a minha alma. Amor eu já sofri tanto, passei por tanta coisa, que acho que terei ainda o direito a ser feliz. Então em nome dessa felicidade eu quero encontrar-te, gritar o teu nome às estrelas, ensiná-lo ao vento, murmurá-lo ao mar. O teu nome que encerra as minhas lágrimas e os meus sorrisos, o meu medo e a minha esperança. Ah como eu quero encontrar-te meu amor.

sexta-feira

Penso em ti


Penso em ti todos os dias, na beleza dos teus olhos, no fulgor dos teus cabelos, na doçura das tuas palavras. Penso em ti, com o coração apertando, erguendo uma oração a Deus para que te proteja, para que te ajude sempre a caminhar nas estradas por ti escolhidas. Amor penso em ti na solidão das noites insones, no frio desolado das madrugadas passadas sozinho. Amor penso em ti nas horas de alegria, imaginando o teu sorriso junto ao meu. Penso em ti nas horas de fraqueza, ansiando ouvir as tuas palavras de conforto e de incentivo. Amor penso em ti nos momentos em que a dor me torna cobarde, em que me encolho e choro, imaginando as tuas mãos secando as minhas lágrimas. Penso em ti nos momentos em que contemplo o vôo livre de um passaro, imaginando a tua ansia de liberdade, o teu desejo de voar com ele. Penso em ti quando vejo uma flor singela colorindo um campo, imaginando a ternura com que a olharias. Penso em ti quando tenho que enfrentar um problema desejando sentir a força da tua mão segurando a minha. Penso em ti quando vejo o mar, fetiche de nós dois, cumplice, companheiro, confidente. Penso em ti quando vejo a lua, imaginando que a lua que vejo é a mesma que tu vês quando olhas o céu. Penso em ti quando vejo uma estrela cadente, desejando que ela faça o milagre de trazer-te para o aconchego dos meus braços. Penso en ti quando sinto frio, imaginando o calor do teu corpo junto do meu. Penso em ti quando sinto o aroma do meu perfume, imaginando o seu cheiro misturado com o cheiro da tua pele. Penso em ti quando acendo o meu cigarro e o fumo em mil volteios parece recriar todas as curvas do teu corpo. Penso em ti quando vejo o meu rosto no espelho, imaginando as tuas a acariciá-lo, tocando meus cabelos, enquanto deito a cabeça no teu regaço. Penso em ti quando no meu banho sinto a água morna deslizar pelo meu corpo, ansiando ter-te junto de mim, para juntos sentirmos a caricia suave de nossos corpos tocando-se. Penso em ti nas tardes calmas quando sentado em frente ao pc lido com a frieza dos nºs e sinto falta da tua presença, das tuas palavras que me arrancam sorrisos, ou me fazem emudecer de dor. Penso em ti quando olho o azul intenso do céu e sinto que estas tão longe e tão perto. Penso em ti amor quando me deito e sinto a minha cama tão fria, desejando o calor do teu corpo. Penso em ti quando ouço uma canção de amor. Penso em ti quando leio uma poesia. Penso em ti até quando me olho, porque tu estas impregnada na minha pele, e vives toda dentro do meu coração!!!

Para ti amor a quem me dei sem medo

Para ti amor a quem tudo de bom desejo

Para ti amor a quem não sei o que me prende

Para ti amor que me conheces até ao fundo da alma

Para ti amor a quem sempre quis comigo

Para ti amor de quem a vida tanto me afastou


Para ti amor a quem sempre procuro

Para ti amor a quem eu sempre quis beijar

Para ti amor a quem dou paixão

Para ti amor a quem conto os meus mistérios

Para ti amor que sempre recordo ao acordar

Para ti amor que me trazes segredo

Para ti amor que temes perder-me

Para ti amor, a quem temo perder

Para ti que vieste de mansinho

Para ti que me perdoaste quando devias punir

Para ti que me deste tanto

Para ti amor, eu quero dizer um segredo

Amor que saudade que eu tenho

Amor como eu te quero

Amor como te desejo

E neste texto me dou

por inteiro

Pedindo perdão por erros cometidos

Suplicando a dádiva eterna do teu amor

Aqui me entrego a ti

Para sempre

Como eu te amo !!!

imagem